Eu não sou lá um grande fã de pôquer. Digo, do pôquer profissional, envolvendo dinheiro, ou mesmo esses jogos de pôquer online sem compromisso.

Talvez pelo fato de que eu tenha que interagir com estranhos online, acho isso um pé no saco. Dito isso, eu conheço um pouco de pôquer. Digo, Aprendi mais ou menos as regras de uma das variantes do pôquer graças ao clássico Vegas Stakes, de Super NES.

Eu adorava aquele jogo. E apesar de ser basicamente um jogo de casino, eu adorava (e ainda adoro) o pacote todo que envolve o clássico da HAL. Existe toda a coisa de você chegar com seus amigos em Las Vegas, todos com uma certa quantia de dinheiro e o sonho de tirar a sorte grande.

LEIAM – Oniken Unstoppable Edition: Revisitando o clássico indie brasileiro

Entre as partidas, você era abordado aleatoriamente por NPC’s que pediam dinheiro aqui e ali, por N motivos, as vezes não dava em nada, as vezes a sua gentileza era recompensada porque o cara ganhou um caminhão de grana e te deu uma parte por agradecimento.

Mas, não estou aqui pra falar de Vegas Stakes, mas de pôquer, que também esteve presente na série Dead or Alive Xtreme (assim como outros mini games de Casino), então eu achei que já tava PHD em pôquer, e poderia jogar tão bem quanto… Sei lá, quem é o Kenny Omega do pôquer? Anyway.

Eu achei que estava pronto. Até que o jogo dessa análise, Poker Pretty Girls Battle: Texas Hold’em me pegou de calça arriada.

Seja bem vindo ao torneio de poker do Casino Miele

Como qualquer outro jogo da série Pretty Girls da Zoo Corporation, aqui não temos um enredo, mas dá pra improvisar um de boa. Você era considerado o talento da sua cidade no poker, mas considerando que era uma cidade de 1653 habitantes e 2 palhaços (palhaço não conta como gente), isso não é lá grandes coisas.

Um dia, você descobre o Norn Resort, que possui o Casino Miele, onde há um torneio com os melhores jogadores de poker do mundo. Decidido a provar o seu valor, você pega as suas economias, e vai tentar a sorte no torneio, pra ver se suas habilidades são mesmo excepcionais, ou se você possui apenas sorte.

Sim, eu bolei essa sinopse em 7 minutos aqui, e uma das ideias nem foi minha, já que o nome Miele é o nome do restaurante presente em Catgirl & Doggirl Cafe, visual novel da Norn/Miel.

Talvez eu fale sobre ela em algum ponto desse ano (spoilers do futuro?).

Pura e simplesmente Poker (na variante Texas Hold’em)

Poker Pretty Girls Battle: Texas Hold'Em

O game é um jogo simples de Poker, com pequenas coisinhas típicas da série Pretty Girls.

Primeiro, escolhe-se uma adversária principal (temos quatro grupos com 4 garotas cada), e nisso, entramos numa partida com ela e mais outros dois personagens aleatórios controlados pela CPU (eles tem sprites, mas não importam tanto).

Cada um dos personagens possui 100 fichas e o objetivo é conseguir as 100 fichas dos outros. Vença a partida, e você ganhará um pedaço de uma imagem (das quatro garotas que compõem aquela parte ali). Monte a imagem completa (vencendo as 4 garotas uma ou mais vezes) e passe para as próximas garotas.

Agora, lembra que eu mencionei sobre Vegas Stakes e DOA Xtreme quando falei sobre poker? Pois é, nesses jogos usamos a variante normal do Poker, com cada um dos jogadores possui sua mão própria, escondida dos outros.

LEIAM – Highschool Romance | Romance crossdresser por acaso

Aqui, são as regras da variante Texas Hold’Em, o que significa que as únicas cartas escondidas são as duas primeiras, e essa é a sua mão. As outras cinco cartas são compartilhadas com todos os outros adversários, o que pode dar pista do que esperar do adversário ou de como você vai agir.

Explicando como funciona, a princípio, com as duas primeiras cartas, cada um dos jogadores faz a aposta inicial de duas fichas (quando chegar a vez do jogador, ele pode aumentar a quantidade de fichas apostadas), e após essa rodada, são colocadas as 3 primeiras cartas da mão compartilhada.

Aqui, o jogador (e a CPU) podem passar para o próximo jogador (em sentido horário) sem apostar, ou apostar mais fichas, o seguinte pode cobrir a aposta, aumentar ou desistir da rodada, minimizando as perdas. E assim segue, por outros dois turnos, até que no showdown, todas as mãos são reveladas, como no poker normal. Aí ganha aquele que tiver a melhor mão.

Ao contrário de jogos da série que analisamos aqui (Pretty Girls Klondlike Solitaire e Pretty Girls Panic!), esse não é um jogo que você pega, joga uma partidinha rápida e pode colocar de lado.

Como é preciso tirar as fichas dos outros 3 adversários, as partidas irão demorar, porque assim como no Poker da vida real, é tudo muito dependente da aleatoriedade do baralho. E claro, uma das coisas que você pode fazer para tentar forçar vitórias, é blefar.

Porque parte da estratégia de um bom jogador de poker está na arte do blefe, jogar uma isca que force os participantes a desistir. Claro, isso pode se voltar contra você, mas faz parte do jogo. E ao contrário dos outros dois jogos citados aqui, você não vai terminar todas as partidas em uma hora, apesar de que dependendo do seu talento, a platina pode vir relativamente rápida.

Não no mesmo nível dos outros

Poker Pretty Girls Battle: Texas Hold'Em

Em termos de gráficos e músicas, talvez esse seja o ponto fraco de Poker Pretty Girls Battle: Texas Hold’Em. As meninas pouco aparecem, já que o maior foco está na mesa de poker. Elas ainda são curvilíneas, mas não possuem roupas alternativas ou coisas do tipo.

A apresentação do jogo até as partidas começarem, é decente, por assim dizer. Porém uma coisa que destaco aqui é: Existem sprites masculinos no jogo, o que me deixou surpreso.

As músicas, assim como os outros jogos da Zoo Corporation, são royalty free, e não são ruins, mas não são músicas que vão grudar na sua cabeça, feito os dois jogos anteriores que analisamos. As falas das garotas, novamente, são falas extraídas das visual novels de origem delas.

Se você quer um poker barato, vá em frente

Poker Pretty Girls Battle: Texas Hold'Em

Jogos de poker não são a praia de muita gente, eu sei disso muito bem. Posso me considerar mente aberta pra jogos, apesar de nem tanto. Porém, entre prós e contras, Poker Pretty Girls Battle: Texas Hold’Em é uma alternativa decente a se endividar online. Tem garotas bonitas como bônus.

O jogo está disponível para Nintendo Switch, PlayStation 4 e PlayStation 5, além da versão original de PC. 

Essa análise foi feita com uma cópia digital de PlayStation 4 gentilmente cedida pela EastAsiaSoft.

Author: Geovane Sancini

Geovane, mais conhecido como Sancini (ou Kyo, se você for velho o suficiente pra lembrar do nick antigo dele) é um escritor e speedrunner que joga videogames desde que se entende por gente.