Eu sou  péssimo quando o assunto é jogos de lutas, mas ainda assim adoro games como Mortal Kombat e cia. É um gênero que costumo jogar quando quero apenas desligar o cérebro e apertar alguns botões e esmerilhar a IA de forma descompromissada.

Por essa razão me deparei com muitos games pouco conhecidos, alguns até relativamente popular, outros nem tanto. Só que são títulos que eu tive contato e realmente me divertiram de algum modo na época, então a lista é feita com base em minhas memorias, certamente envelheceram bem ou mau muitos dos listados, por isso, relevem.

Comecemos com um que joguei bastante no PlayStation e que adorava:

BIO F.R.E.A.K.S | PSX

BIO F.R.E.A.K.S  eu tive contato no auge do PlayStation e gastei boas horas nele, principalmente por conta do seu combate aéreo e a longa distancia. Mas a cereja do bolo aqui é o fato de que podemos desmembrar os adversários durante o combate e até matá-los logo de cara, se acertarmos o golpe de execução.

Essa possibilidade de realizarmos fatalities nos leva um ponto interessante, pois costumam o atribuir o titulo de clone de Mortal Kombat, o que discordo um pouco.  Ele tenta ao seu modo se desvencilhar e ter sua própria cara, mas peca por ter um combate lento, se comparado ao MK.

No game cada personagem representa uma mega corporação que decide resolver suas diferença territoriais em um duelo sangrento com personagens modificados geneticamente. Oras, quem disse que se precisa de história complexa pra sair esparramando sangue e vísceras pelo cenário?

Talvez não seja o  jogo mais bonito que você vai encontrar na biblioteca da geração 32 bits, mas certamente ele está bem próximo disso, mas acho que mereceu lista entre os 5 games de luta ruins que eu gosto

DESTREGA | PSX

5 Games de luta ruins que eu gosto

Destrega é um exclusivo pouco conhecido do PlayStation e que quem o jogou tem dificuldades em se decidir se é bom ou ruim. Eu particularmente gosto e até joguei recentemente durante uma live e sofri um pouco, por conta do seu sistema de combate “diferente”.

Desenvolvido pela KOEI (hoje KOEI TECMO), ele buscava ir por um caminho diferente dos demais games de luta da época, focando mais no combate estratégico, onde cada dispara um tipo de magia e pode ser carregado, permitindo até mesmo combinações.

E se o jogo surpreende por esse gameplay diferente, por outro ele acaba afastando quem quer apenas trocar sopapos sem elaborar muitas estratégia, afinal, é um jogo de arena onde o inimigo se move a todo momento realizando ataques longos e curtos, e até dominar o combate leva tempo.

O modo história dele é interessante e até tem uma CGI competente para época, mas peca por não ser possível pular as cutscenes.  Tem que ver a historinha toda, o que não é ruim, mas se você já viu, pra que ver de novo, né?

Vale a pena conhecer Destrega e gastar algumas horas com seu divertido sistema de ataques de magia.

ClayFighter 63 ⅓ | N64

5 Games de luta ruins que eu gosto

ClayFighter nasceu no Super Nintendo e não era um bom game nem mesmo lá, logo quando o terceiro game chegou ao Nintendo 64, isso me chamou a atenção positivamente, só infelizmente eu não tinha acesso a plataforma na época e não conhecia ninguém que tivesse o jogo.

Enfim, muitos anos depois, precisamente uns dois anos atrás, eu consegui uma copia do game e fui lá eu jogar. Me deparei com um game que melhora pouco nos controles se comparado ao seu antecessor, mas é muito mais jogável e com um sistema de combo, além da inclusão de Claytalities.

A versão do Super Nintendo me atraia mais por conta do formato stop-motion e personagens caricatos, mas tinha uma jogabilidade horrorosa. História ali era tão profunda quanto um pires.

Por outro lado ClayFighter 63 ⅓ é ruim divertido e que dá pra gastar algumas boas horas nele tranquilamente. Não temos uma jogabilidade boa, mas ao menos dá pra se dizer que agora é jogável. E o fato de trazer Earthworm Jim e o zelador Boogerman agrega certo valor a pancadaria.

Primal Rage | SNES

5 Games de luta ruins que eu gosto

Eu vou ser bem direto quanto a Primal Rage aqui, o motivo de eu gostar dele está mais atrelado a nostalgia.

Nos dias de hoje eu consigo fazer muito pouco no game, mas ainda assim me sinto compelido a voltar vez e outra para o jogo só pra tentar. Mais uma vez o fato de stop-motion me captura aqui, além da obvia violência, afinal são criaturas gigantes lutando para ver que será o rei.

O fator nostalgia pesa também, na lista toda, só que esse aqui eu realmente quero aprender o suficiente para fechar um dia. Os controles são ruins de se aprender, o que acaba tornando a experiência mais difícil mas não impossível.

Double Dragon V: The Shadow Falls | MEGA DRIVE

Double Dragon V: The Shadow Fall não é o diamante mais bonito na biblioteca do Super Nintendo, mas certamente não é só um pedaço de carvão inútil.

Inspirado naquela animação pavorosa de 1993,  o jogo deixa de lado o Beat’Em Up que consagrou a franquia para tentar surfar na onda do Street Fighter que estava bombando na época.

Uma decisão acertada? Merecia estar aqui na lista de 5 games de luta ruins que eu gosto?

Olha, tenho minhas dúvidas até hoje, mas de qualquer modo entregou um game estranho de jogabilidade um pouco dura, mas jogável. Inclusive usa elementos que não são comuns da franquia, como o fatalities que pode ser executado pelos personagens, além de uma temática adulta, principalmente na versão de Mega Drive.

Minha experiência com o titulo não é uma das melhores, mas joguei consideravelmente ele na infância com meu irmão, então nutro certo carinho.

Menção Honrosa: Masters of Combat | Master System

Masters of Combat não é ruim, na verdade eu o considero muito bom e joguei bastante no Master System. Um dos primeiros jogos de luta que tive acesso direto, alias, tenho história com o console de 8 bits da SEGA.

LEIAM – O Primeiro Console a gente nunca Esquece

Contando com apenas quatro personagens, o jogo consegue entregar uma boa jogabilidade a disposição do jogador, que conta com um controle de dois botões. Diabos, quase um milagre isso daqui. Inclusive vou recomendo a leitura de um texto dos meus amigos do blog QG Master sobre o game.

Tenho boas lembranças com o titulo e o considero uma joia obscura na biblioteca do Master System.

Bem, é isso, esses foram 5 games de luta ruins que eu gosto, mas talvez você também possa gostar. Comente abaixo algum dos games que é considerado ruim, mas tu adora.

 

Author: Diogo Batista

Criador e Editor-Chefe do Arquivos do Woo, é um eterno rabugento. Opta por investir seu tempo entre games, filmes, livros e sua família à perder tempo discutindo na internet.