O ano de 2020 não foi bom em diversos aspectos e isso é quase um consenso geral. A pandemia infelizmente ceifou muitas pessoas queridas causando muita tristeza.

Para nos entreter os jogos e serviços de streamings foram a nossa válvula de escape, sem dúvida alguma.

Mas, mesmo enclausurado ao longo de meses, não consegui jogar tanto quanto eu gostaria e sinceramente, não me importo mais tanto com isso. De qualquer modo não poderia deixar de participar desse meme que gosto tanto, porque ainda une alguns tantos de nós que começamos a escrever sobre games 10 anos atrás e seguimos, mesmo em um ritmo mais lento.

Oras, todos nós mudamos, desde gosto, opiniões e a rotinas, até mesmo a formas como abordamos os jogos nos dias de hoje. Creio que para melhor, mas isso cabe questionamentos.

É isso. Chega de filosofar e vamos enumerar aqueles games que fizeram algum sentido em nossas vidas ao longo desse turbulento ano.

Mortal Kombat 11 Ultimate

O que eu joguei em 2020?

Mortal Kombat 11 Ultimate pode ser comparado a aqueles carros foi que foi estropiado ao longo do tempo, mas os seus últimos donos resolveram cuidar melhor e dar aquele banho de loja.

É um dos mais belos jogos da franquia. Ouso até dizer que é o melhor até o presente momento. Há inúmeros pontos positivos, mas talvez o maior destaque seja sua jogabilidade. O game ganhou uma boa desacelerada permitindo uma melhor controle dos personagens e encaixe de combos. Como eu disse, melhoraram muito o game.

Também temos um modo campanha com um bom enredo, onde buscam tapar todos os buracos deixado ao longo da história da franquia.

LEIAM – Mortal Kombat 11 Ultimate | Redefinindo sua História

Terminei as duas campanhas, base e DLC, e agora começarei a treinar no off-line para encarar algumas surras no online. Não há muito mais o que dizer, leia meu texto e FINISHIM.

Bora para o próximo que joguei em 2020!

Neighbours back From Hell

O que eu joguei em 2020?

Neighbours back From Hell foi a surpresa desse ano, pois se trata de uma franquia praticamente perdida no tempo. Na realidade ele é a segunda, mas não se sobressai tanto quanto o próximo titulo que irei abordar.

Garantiu algumas risadas, mas é um game um tanto datado. Vale mais como curiosidade nos dias de hoje. Consegui me divertir um pouco nele em rápidas jogatinas, alias, a repetição de piadas é o maior problema.

Nos anos 2000 devia funcionar melhor eu acho.

LEIAM – Neighbours back From Hell | Se vingue do vizinho ao vivo

Não é ruim, não é bom, mas cumpre o trabalho e até vale a pena se encontrá-lo no precinho em alguma promoção.

Continuemos para o próximo que joguei em 2020!

Desperados III

O que eu joguei em 2020?

Desperados III é aquele game que certamente passou longe do radar de muitas pessoas, o que é uma pena. Sem dúvida alguma lista fácil como um dos jogos mais legais que tive o prazer de jogar esse ano.

Gostei tanto dele que, mesmo sendo possível passar rapidamente algumas fases, eu buscava matar todos os personagens das mais diferentes formas.  Completei alguns cenários com até duas horas de jogatina, porque ficava enrolando buscando novas maneiras de concluir.

LEIAM – Desperados III | Uma Mistura equilibrada de clássico e moderno

O save manual do game também permitia compensar falhas, uma vez que morrer significa iniciar no cenário. É difícil? Muito em alguns cenários, mas é um jogo de estratégia ótimo.

Desperados III foi um game que apreciei devagar, jogando aos poucos e me divertindo muito, as vezes me frustrando, mas ainda assim curtindo o tempo investido. Fechei o game com um sorriso no rosto. Me resta agora retornar ele quando o backlog diminuir para realizar alguns desafios.

Agora vamos por aquela decepção que eu joguei em 2020!

MARVEL’S AVENGERS

Esse daqui eu preciso colocar na lista porque foi um game que abandonei na demo. Nem terminei. Ele é o game dos dias de hoje que vende muito pelo aspecto visual e tema, mas que é insosso demais.

Eu dei uma chance ao game por conta do Hulk, que parecia oferecer um diferencial ali mas não. Nadica. Sistema de atributos do game é meio zuado, repetitivo e voltado para galera bazingueira que gosta de externar amor exagerado a qualquer pataquada moderna nos dias de hoje.

ASSISTAM – Conferindo o Beta de MARVEL’S Avengers

É, eu precisava soltar isso que estava aqui preso na garganta. To tentando dizer que o game é ruim? Não. Obviamente tem gente que deve ter gostado e o colocaria em um top 10, mas eu não.

Moonlighter

Eu não sou lá um fã de rogue-lite, mas Moonlighter é tão gostosinho de se  jogar. Mesmo que logo no início ele limpe o chão de todas as dungeons procedurais com a nossa cara… Hey, mas é bunito.

A ideia de nos colocar no papel de um vendedor de itens me remeteu ao meu gorducho favorito, Torneko, mas seguindo uma linha mais hardcore ao te forçar ir e voltar inúmeras vezes em uma dungeon, só para conseguir itens, vender, comprar, voltar, vender, comprar e upar esses itens até que um espirro não te mate.

LEIAM – Moonlighter | Agradável e desafiador

Repetição é o que mata, mas não tira o brilho do game. Ele realmente é muito agradável, desde a trilha sonora ao combate a arte do jogo. Em uma promoção marota vale a pena ter na biblioteca.

Ele não foi o melhor que joguei em 2020, mas foi divertido assim mesmo.

DOOM Eternal – GOTY

DOOM Eternal é o meu primeiro game da franquia que finalizo e foi de longe uma das experiências mais legais que tive com um FPS esse ano.

É um game rápido e impiedoso, mesmo na menor dificuldade você vai sofrer em determinados momentos. É divertidíssimo ao ponto de você xingar todos os desenvolvedores e ainda assim tentar realizar algum outro desafio dentro do game.

LEIAM – DOOM Eternal | O Melhor de sua Geração

E depois que você o finaliza e vai para a expansão The Anciet Gods Parte 1, você percebe que ela é ainda mais dificil do que o game base. Ou seja, se você gosta de um bom desafio ele é o game que falta em seu console.

Por Khan Maykr, joguem DOOM Eternal. Um dos melhores games que eu joguei em 2020, sem dúvida alguma.

Dragon Ball Xenoverse 2

Eu adoro o anime de Dragon Ball mas dá pra contar nos dedos os games que me agradaram ao longo dos anos.

O Dragon Ball Xenoverse foi um deles, não o melhor mas conseguiu me viciar um pouco. Com o lançamento do segundo game, acabei meio que a contragosto e desacreditando no potencial, pegando o game usado por um precinho que me fez sorrir.

LEIAM – Dragon Ball Xenoverse 2 | Será que vale a pena?

O jogo não é ruim, mas não é bom, tá repleto de loading e possui um sistema de mundo livre horroroso. Sinto muito pelas pessoas que investiram grana no lançamento, torço para que tenha correspondido as expectativas deles.

Darksiders Genesis

Em 2018 eu terminei o primeiro Darksiders e gostei muito do game e sua história. Cheguei a iniciar o segundo game, mas tinha mais coisas a frente e acabou no limbo.

Ai chegou 2020 e com ele veio Darksiders Genesis, um prequel em visão isométrica ao melhor estilo “Serei Diablo não sendo Diablo” mas é tão legal quanto, mesmo com alguns problemas na hora de se jogar com um amigo online.

LEIAM – Darksiders Genesis | Uma jornada de conflito

Tem uma dificuldade considerável, nada absurdo, mas vale a pena pegar no precinho. Esse é outro que joguei em 2020 e não fez feio e merece sua atenção.

The Outer Worlds

Eu sou suspeito ao falar desse game, pois adoro Fallout: New Vegas e a Obsidian é a principal responsável.

Com The Outer Worlds a Obsidian volta a trabalhar todos os elementos que nós conhecemos da franquia da Bethesda, mas com alguns diferenciais aqui e ali. E esses detalhes são realmente o que tornam o game bom, principalmente seus personagens.

LEIAM – The Outer Worlds | Tudo o que o espaço pode oferecer

Deixando o universo devastado por bombas nucleares para ganhar as aventuras espaciais. Nos deparamos com decisões, karmas e muitos diálogos e missões divertidas, com alguns segredos e missões paralelas igualmente interessantes.

Gostei demais do game e achei uma pena que o game base seja curto se comparado aos Fallouts. Claro, certamente uma decisão comercial para vender expansões e tal. Se tornou o meu favorito dessa geração.

O game tá lá no Xbox Game Pass e certamente vale a pena a compra se curte o gênero.

Two Point Hospital

Theme Hospital foi um daqueles games que fazia o meu pai ficar enfurecido por me ver jogando, pois em sua visão ele era algo que deveria ter sido lançado no Super Nintendo.

Eu adorava passar horas jogando o game, assim, quando eu me deparei com o anuncio de Two Point Hospital, eu vibrei. Um jogo de estratégia e simulação não sai com tanta frequência nos dias de hoje, então ter algo do gênero para os consoles ainda torna tudo mais grandioso, principalmente por manter a veia cômica que tanto me agradava.

LEIAM – Two Point Hospital | Tão divertido nos Consoles quanto no PC

Obviamente não é algo que caia no gosto de todos, mas eu me diverti bastante e quero muito voltar outras vezes. Dá pra dizer que Two Point Hospital foi a maior surpresa que joguei em 2020, eita ano turbulento.

MENÇÃO HONROSA

Eu resolvi listar alguns dos games que eu passei rapidamente ao longo do ano, mesmo sendo jogatinas descompromissadas, acabei gastando algumas boas horas.

Fatal Fury SPECIAL foi um dos games que mais joguei nos intervalos dos games do Xbox One.

O engraçado é que eu nem sou um lá um bom jogador de games de luta, mas simplesmente adoro jogar de maneira descompromissada, sabe, xingando a TV e tudo mais. Ligo, sento ali em frente a TV e jogo meia-horinha, fecho o game e retomo a rotina diária.

Vale destacar que a trilha sonora do game é outra coisa que eu simplesmente adoro, de fato a TAKARA fez uma boa conversão para o SNES.

Fighters History é outro game que joguei bastante ao longo desse ano, e ele foi o motivo de eu ter deixado um pouco de lado o Fatal Fury.

Fazia algum tempo que tinha vontade de jogar novamente o titulo.  Eu só tinha uma vaga lembrança dos tempos de moleque, e ao tentar aprender a pegar os comandos,  apanhei demais, mas foi bem legal.

Inclusive sigo na tentativa de finalizar o game com todos os personagens e na dificuldade média. É. Média, porque na hard eu não to dando conta ainda.

Bem, esses foram os games que joguei ao longo do ano e valem a pena citar aqui no meme. Espero que tenham se interessados por alguns, se não recomendo ao menos dar uma atenção e até conferir minhas impressões sobre eles. Mas antes, comente abaixo quais games você jogou ao longo de 2020?

PARTICIPANTES DO MEME

[Blog] A TV Vai Estragar! => Eduardo Farnezi
[Blog] Desocupado => Paulo Victor
[Blog] Gamer Caduco => Caduco
[Blog] Locadora Resident Ivo => Ivo Ornelas
[Blog] MarvoxBrasil => Marvox
[Blog] RetroSabat => Sabat
[Blog] Vão Jogar! => Tchulanguero
[Blog] Vão Jogar! => SucodelarAngela
[Blog] Vão Jogar! => Somari
[Blog] Videogames com Cerveja => Felipe B. Barbosa
[Canal] Jogatinas Saudáveis => Vigia
[Canal] Universo Retrogamer => Marcão

Author: Diogo Batista

Criador e Editor-Chefe do Arquivos do Woo, é um eterno rabugento. Opta por investir seu tempo entre games, filmes, livros e sua família à perder tempo discutindo na internet.