É difícil fazer review de Diablo, pois é um jogo que eu conheço há tanto tempo e joguei por tantas horas, pois além de ser um clássico que popularizou e definiu o gênero Hack’n slash/ Action rpg para computadores.

Estamos diante de um titulo que iniciou uma franquia que já conta com três jogos (DiabloDiablo 2Diablo 3), três expansões (HellfireLord of Destruction e Reaper of Souls) e dois jogos em desenvolvimento (Diablo 4Diablo Immortal) e que se destaca por conta do gráficos bonitos e que envelheceram muito bem se comparados com outros jogos de sua época.

Graficamente falando

Diablo

O jogo possui iluminação baseada no atributo do personagem (que pode ser melhorada com itens). Já os cenários são repletos de crucifixos em chamas, corpos mutilados e empalados, sarcófagos e sangue (o que já deixava qualquer menininho de 7 anos com o cu preso pra jogar)

Os vídeos pré-renderizados na introdução e final do jogo tem a mesma qualidade dos CGs da Blizzard da mesma época, não envelheceram tão bem mas são aceitáveis.

Sonoramente espetacular

Diablo

A trilha sonora é sensacional, não apenas pela nostalgia, mas pela ambientação que ela causa. Nos primeiros segundos o jogador já é transportado pro ambiente de fantasia medieval gótico.

Dentro das masmorras, catacumbas e cavernas o jogador também é levado por tambores que ecoam, sintetizadores de ambientação, gritos, o mesmo violão de 12 cordas e momentos de silêncio perturbador.

Confiram também: Dante’s Inferno | Prólogo

Os efeitos sonoros são benfeitos apesar das limitações. Foram criados pelo mesmo artista responsável pela trilha que improvisou muitos dos sons com o que tinha no escritório como dados de RPG e lápis para fazer os sons dos esqueletos.

Apesar de simples, fundamentais para identificar posição de inimigos e onde os itens de espólio são derrubados.

Comandos simples e direto

Diablo

jogabilidade é simples e intuitiva, contrapondo RPGs da mesma época que tinham diversos botões e elementos na interface para realizar ataques, usar itens e lançar feitiços.

Existe alguns momentos frustrantes quando o personagem sofre ataque corpo a corpo e não consegue contra atacar ou se mover.

É Diversão garantida

Não consigo mensurar quantas horas já gastei nesse jogo desde 1997. Desde quando tive contato com o jogo demo, quando adquiri o jogo completo pela revista CD Expert, ou nas diversas vezes que o revisitei ao longo dos anos.
É um jogo simples de se jogar e todo item mágico ou único novo que aparece te dá aquela dose de dopamina gostosa.

O Modo Belzebub

mod adiciona diversas melhorias de qualidade de vida, novas quests, dificuldade aumentada e uma infinidade de novos itens.
É uma boa pedida para quem sempre quis aquele sabor do Diablo 2 no Diablo 1, mas também não estraga a experiência para quem nunca jogou.

Não posso opinar sobre as duas novas classes disponíveis no mod pois não joguei com elas, mas acredito que estejam equilibradas.

Gostaria de ter jogado as outras dificuldades para me aprofundar mais no mod, visto que eu peguei apenas a pontinha do iceberg na dificuldade normal, porém infelizmente perdi meu save.

Clássico recomendado para qualquer um que aprecie do gênero.

CONFIRAM ABAIXO A JOGATINA COMPLETA: