Desperados III ganha uma continuação após 15 anos desde o lançamento do game original, além de chegar aos consoles pela primeira vez. E apesar do número três, o jogo se trata de uma pré-sequencia da franquia.

Onde a origem dos personagens conhecidos da franquia original e seus laços são contados pela primeira vez de modo que possa atrair uma nova leva de jogadores.

O que é muito bom, principalmente pra mim que não havia jogado nenhum titulo da franquia. Bem, então bote seu chapéu na cabeça e me acompanhe nessa aventura ao velho-oeste.

Mas do que diabos se trata Desperado III?

Desperados III

Desperados III é uma sequencia direta dos jogos anteriores, mas que busca contar as origens dos personagens da franquia, talvez por ser sua primeira vez aportando aos consoles de mesa.

Fazendo bom uso desse gancho, a Mimimi Games decidiu nos contar a origem de tudo. E se você

por conta de ser uma novidade a todos, vou contar um pouco da história da franquia.

Desperados: Wanted Dead or Alive nasceu em 2001, desenvolvido pelo estúdio alemão Spellbound Entertainment e publicado pela Infogrames, teve uma recepção e notas muito boas na época.

Essa  boa recepção garantiu a sequencia Desperados 2: Cooper’s Revenge em 2006. Que passou por diversos problemas e demissões, assim, parte do game foi cortada e lançado posteriormente.

Helldorado é uma sequencia direta do segundo jogo, mas que não pode fazer uso do nome da franquia por razões de direitos autorais. É uma continuação com outro nome, e esse fator influenciou na sua ausência da coletânea Desperados: Complete Collection de 2016, que saiu pelas mãos da Nordic, que comprou os direitos da franquia. Uma pena.

OS DESPERADOS

Desperados III

Como havia dito antes, o terceiro titulo nos conta a história dos heróis da franquia, precisamente como o BadAss, John Cooper, se tornou mercenário e como conheceu seus companheiros de jornada.

Tudo isso é contado por meio de diálogos dublados e cenas com os personagens mesmo, nada de CGI ou coisa do tipo. A câmera sem mantem em visão isométrica e aproxima um pouco mais do que você conseguira durante os gameplays, mas isso funciona para o jogo.

Que mesmo com uma trama simples, onde a motivação central não é lá complexa, ela permite permite que você simpatize com os personagens, mas não se engane, creio que se não fosse pela ótima dublagem, provavelmente não nos apegaríamos muito.

Preciso destacar que gostei muito da dublagem dos personagens.

Os Cinco Magníficos

Desperados III

Temos cinco personagens a nossa disposição e cada um com habilidades e motivações distintas no jogo, sendo que um deles é acessível só lá pela metade do game: Isabelle Monroe, uma das melhores personagens, por sinal.

Cada um deles possuem características únicas e que devemos explorar o máximo durante o combate, por exemplo:

John Cooper consegue realizar dois tiros durante uma única ação, por conta de suas duas pistolas, e enquanto o brutamontes Hector Mendoza, tem a capacidade de carregar dois corpos e correr levando-os consigo, e eliminar furtivamente os Long Coats, inimigos mais fortes do game.

Preciso destacar que Hector utiliza de uma armadilha para ursos, da qual usa como arma. Excelente por sinal.

Desperados III

Kate O’Hara, por outro lado, tem a habilidade de se disfarçar e seduzir os inimigos. Tem a capacidade de usar uma pistola de curto alcance e cegar os inimigos, além de conseguir chamá-los para cantos escuros e nocauteá-los.

Doc MacCoy é o sniper e médico do grupo, possuindo consigo a vantagem de ataques a distancia e curar aliados, além de um ataque que desmaia grupos. Claro, tudo limitado.

Isabelle Moreau é o meu amorzinho no jogo, uma das melhores personagem disparado. Movimentá-se rapidamente, além de usar vodu durante o combate, o que lhe dá imensa vantagem.

Com o sacrifício de sangue, Isabelle, consegue controlar mentalmente um inimigo e usá-lo como bem quiser, além da habilidade de conectar a alma de duas pessoas, assim, caso uma seja morta, consequentemente outra também morrerá ao mesmo tempo.

E tem a sua gata, Stella, que pode ser usada para distrair o inimigo e reduzir o raio do alcance de visão do inimigo.

MELHOR PERSONAGEM!!

A Mão no Gatilho chega a Tremer

Desperados III

Desperados III é um jogo de estratégia focado no stealth, e como qualquer outro game do gênero, sair atirando feito um doido varrido é uma péssima ideia, e ser morto significa Game Over.

LEIAM – Manifold Garden | Puzzles surreais

O game não permite falhas, uma vez visto, os inimigos vão persegui-los até os encontrar e matá-los, contanto que consiga fugir do raio de visão deles. Mesmo assim um alarme é soado e mais inimigos entraram no quadrante e passaram a patrulhar a área.

O cenário possui alguns elementos que nos auxiliam na estratégia, mas ainda se torna imprescindível ficar de olho no alcance da visão dos inimigos.

Desperados III

Dependendo da área em que o inimigo estiver, o alcance dobra, pois não há elementos que possam bloquear sua visão. No caso de ficar poucos segundo no raio de visão, a cor muda para amarelo e o inimigo vai investigar. Se ficar vermelho vai atirar e perseguir, além de alertar os demais inimigos, o que é morte certa.

Os inimigos possuem poucas variações, mas são o suficiente para conseguir dar muito trabalho. Por exemplo, temos os Long Coats, que são brutamontes portando shotguns. São mais inteligentes e residentes, sendo impossível matá-los com um único golpe, a não ser que você esteja com Hector.

Há o trabalhador, que porta uma pá e vai te dedurar, e os capangas habituais, normalmente diferenciado por patrulheiros (pistoleiros) e vigilantes (Usam espingardas) que normalmente ficam em áreas mais elevadas ou torres.

Há diversas maneiras de derrotá-las e o ambiente muitas vezes oferece diversas opções, seja saltar em cima deles ou derrubar pedras, cortar vigas que sustentam as pontes.

O que não falta é forma de acabar com esses caras e os cachorros, pobre cachorros.

Sem Checkpoints, Forasteiro!

Desperados III
Podem me chamar de Senhor Morte, Cowboy!

Não há checkpoints no game, simples assim, então não importa o quanto você avance, caso não tenha salvo e morrer, será começar tudo de novo.

Tal como os games anteriores da franquia, Desperados III faz uso do sistema de salvamento manual. Há o salvamento rápido, que durante a partida pode ser feito a qualquer momento e temos o salvamento manual tradicional, que consiste em dar pausa na partida e ir até a opção de salvamento.

E como estamos falando de um jogo impiedoso, garanto que depois de algumas partidas compreenderá o porque do sistema manual, pois o game é impiedoso.

LEIAM – 10 Jogos para jogar com seus Filhos

Cada falha vai te levar a morte e a uma tela de Game Over, então você se adapta rápido ao salvamento manual, o que te permite testar estratégias sem ter que retornar a uma tela de loading mais demorada.

Os loadings iniciais antes de cada cenário são um tanto demorados, mas uma vez neles, raramente terá problema com isso.

Showdown Mode

Desperados III

Uma das coisas mais legais do game, e que você vai usar muito, pelo menos no começo é o Showdown Mode.

Ele é uma habilidade que permite você congelar o tempo e delegar uma ação a todos os personagens em tela ao mesmo tempo. Funciona quase como um turno de RPG, onde você vai selecionar qual passado dar a seguir para eliminar determinado alvo, nos permitindo explorar ainda mais a habilidade dos personagens.

Esse sistema foi herdado de outro RTS da Mimimi Games, o Shadow Tactics: Blades of the Shogun. Infelizmente eu não joguei esse game, mas posso dizer que o modo foi uma excelente adição ao titulo.

Conclusão

Desperados III

Desperados III consegue ser uma lufada de ar fresco em meio a um mercado onde a busca incessante por jogos onde narrativa e gráficos ultra realistas são cada vez mais comuns.

Ele não inova tanto em sua fórmula, claramente para agradar aos fãs franquia e do gênero, mas ainda assim implementa novas mecânicas, talvez para tornar o game mais acessível aos novos jogadores.

Destaque para a adaptação dos controles dos consoles caseiros, visto que é um gênero que nasceu nos PCs. Funciona muito bem, e a medida que se acostuma você passa a agir rapidamente na hora de executar ações. Não dá pra a mesma resposta que nos PCs, mas funciona.

Por outro lado, o game peca apenas pela ausência de legendas em português. Claro, destaco que isso não é um problema, mas é sempre bom ver um jogo localizado, seja na dublagem ou mesmo nas legendas.

Desperados III

O jogo pode desagradar uma galera por conta da ausência de checkpoints, mas nem de longe isso faz dele um jogo ruim. Na realidade compreendo e respeito o direito da pessoa não gostar, mas NUNCA que isso faria do jogo ruim, como li de um certo profissional.

Desperados III é divertido, desafiador e com uma história que convence o jogador a buscar o seu desenrolar, sem contar o elenco carismático que fara você rir durante os diálogos que rolam durante a partida.

Recentemente a Mimimi games liberou uma DLC inusitada e gratuita para os jogadores. Creio que teremos muito o que desbravar no velho-oeste até a chegada de um quarto titulo.

Mas você não precisa acreditar em mim, tire suas próprias conclusões. Caso tenha um PC, poderá jogar duas fases do prologo gratuitamente baixando no GOG ou Steam.

Desperados III foi analisado com chave digital para Xbox One gentilmente cedida pela THQ Nordic.

Author: Diogo Batista

Criador e Editor-Chefe do Arquivos do Woo, é um eterno rabugento. Opta por investir seu tempo entre games, filmes, livros e sua família à perder tempo discutindo na internet.