Project REsistance | Jogamos o beta! - Arquivos do Woo

Project REsistance | Jogamos o beta!

Resultado de imagem para project resistance

Disclaimer antes de começar o texto: Eu não sou fã de Resident Evil. Mesmo tendo jogado praticamente todos os jogos da franquia (com exceção dos spinoffs e o 7), a série nunca me fisgou, então não tive interesse em pegar jogos dela no lançamento, ou mesmo com descontos, sempre tem outros jogos que me interessam mais que ela... Mesmo sendo jogos piores.

Dito isso, recentemente a Capcom anunciou um novo spinoff multiplayer de Resident Evil, intitulado Project Resistance. E no mesmo momento, lembranças de RE: Operation Raccoon City me vieram a mente... E de Umbrella Corps, que é um jogo com tantos méritos e tão querido pelos fãs, que tive que procurar no Google pra saber se o nome do jogo estava certo.


Claro, o teaser deixou óbvio que ele não seria na mesma pegada das duas abominações anteriores, mas seguro morreu de velho em ficar temeroso. E, com as inscrições do beta fechado do jogo, fomos (por fomos entenda como EU) convidados a participar do mesmo, então, peguei todo o meu cagaço com jogos de terror e toda a minha inabilidade, e encarei o beta de Project Resistance.



O foco do jogo é a disputa entre dois grupos, o de sobreviventes, quatro cidadãos comuns, e um vilão, que deve evitar que os sobreviventes escapem. O vilão tem um grande arsenal de armadilhas e criaturas biológicas a sua disposição, além de câmeras de vigilância, armas nas câmeras. Já os heróis possuem um arsenal limitado, mas possuem certas habilidades que podem ajudar em perrengues.



Cada um dos quatro personagens tem habilidades e status distintos, como se fossem classes diferentes (você tem o healer, o tanque, o ladino, etc) e eles devem agir em cooperação para escapar das instalações da Umbrella.



Você tem um tempo determinado para fugir, e suas ações (curar aliados, derrotar zumbis, destruir armadilhas), dão tempo extra, enquanto ser ferido diminui o tempo. O mesmo vale pro vilão, com combos de armadilhas com zumbis diminuindo o tempo para a fuga e zumbis mortos ou puzzles resolvidos aumentam o mesmo.



A jogabilidade lembra um pouco a de Resident Evil 2 Remake, com a adição das habilidades dos sobreviventes, mas com o inventário mais reduzido. Há lojinhas com armas e munição, mas isso custa créditos e eles a princípio são escassos. De resto, resolva puzzles sem sentido prático, evite armadilhas e mate zumbis.

Já o modo do vilão, lembra um pouquinho Dead by Daylight com uma pitadinha de Deception, apesar de não poder fazer os combos cabulosos da franquia da Koei Tecmo. Coloque inimigos em lugares específicos, use as câmeras pra planejar seus movimentos, e quando possível, mande o Mr. X pro meio da treta. E sim, é possível controlar os zumbis, com controles meio desajeitados, mas é possível.



Felizmente, não era necessário ter a Plus para testar o beta, então pude jogar com outras pessoas, apesar de algumas vezes eu ficar reunido com o Esquadrão Noob (do qual eu tenho certeza que era o líder devido a minha 'habilidade'). Nisso, no beta só está disponível o modo de partida rápida, então eu era posto em partidas com pessoas aleatórias de todo mundo.

E me admira o trabalho da Capcom nesse departamento do Online, porque apesar de algumas demoras (por vezes a espera por uma partida podia chegar a cinco minutos), uma vez que a partida iniciava, não havia lag algum, independente de região, pois caí em partidas com gente dos EUA, Europa e Japão. A título de comparação, lembro que nos meus tempos de PS3, eu sofria com lag ao jogar CDZ Alma dos Soldados e J-Stars Victory Vs, e isso era com gente AQUI do Brasil.



Mas, nem tudo são flores e se tem algo que pode ser criticado em Project Resistance, é o balanceamento. O Mestre/Vilão é bem mais poderoso que o grupo de sobreviventes. Claro, ele está em desvantagem numérica, mas ele tem uma gama de armas biológicas e armadilhas muito maior que os mocinhos, e isso tornou minhas partidas em uma sessão de: “Quanto tempo até meu fracasso chegar?” O recorde foram exatos quinze minutos.

Por fim, jogar o beta de Project Resistance foi uma experiência divertida. Claro, multiplayer nunca foi minha praia e certamente não vou jogar em seu lançamento devido a questão de gosto. Mas, é uma experiência divertida e caso seja do seu agrado talvez valha o investimento. Digo talvez, porque jogo (pago) dedicado a multiplayer, tem um certo tempo de vida atrelado a ele.

A prévia desse jogo foi possível graças ao código cedido pela Capcom e o produto final ainda não tem data, mas sairá para PS4, Xbox One e PC.

0 comentários:

Postar um comentário