RAGE 2 | despretensioso, rápido e desafiador - Arquivos do Woo

RAGE 2 | despretensioso, rápido e desafiador


Rage 2 certamente é uma sequencia que fez alvoroço, não só porque se trata de uma continuação de um titulo que não teve um impacto tão grande em seu lançamento, mas também porque vende a ideia de ser um jogo extremamente bem humorado e repleto de loucuras. Mas será que os trailers e teasers realmente refletem toda a experiência alucinante que o jogador encontrará com o jogo?

Depois de bombardeado com teasers e trailers insanos, eu comecei minha jogatina com expectativas de me deparar com loucuras e insanidades em níveis astronômicos. Não queria nada mais ou nada menos do que uma aventura alucinante sem enrolação e banhada na mais puro adrenalina.


Bem, mas será que tudo aquilo era apenas marketing? Me acompanhe e descubra como foi minha experiência com RAGE 2
.




Rage 2 chegou aos consoles dois meses atrás, desde então venho jogando e me divertindo bastante com essa obra desenvolvida pela Avalanche Studios (Já escrevi sobre dois games da desenvolvedora TheHunter Call of the Wild e Mad Max) em conjunto da ID Software (criadora de DOOM).  Seja invadindo dutos subterrâneos ou esgotos só para matar mutantes ou buscando por arcas perdidas, além do obvio, realizar as missões principais e avançar na história. 

O mapa é enorme e com diversos pontos a ser explorado, o que em um primeiro momento pode até deixar o jogador perdido. Pelo menos eu fiquei algumas horas só vagando até decidir para onde eu ia primeiro, mesmo com o jogo me dizendo onde ir. 

Oras, ninguém manda em mim, sou um RANGER.



Durante minhas andanças eu topei com lugares e paisagens incríveis, o que me fez usar o modo fotografia algumas vezes, algo que normalmente não tem muito peso, pelo menos para mim. Se você gosta de modo foto e chorar com o pôr do sol, tenho certeza que vai passar horas tentando captar esses momentos belos dentro de RAGE 2.

Não que seja um problema, afinal quem não gosta de uma bela paisagem como papel de parede. 

Por outro lado, em alguns lugares o excesso de lixo é ridículo, e isso é maravilhoso porque normalmente está ligado a determinada região dominada por algum personagem. Se em alguns lugares a areia é predominante e em outros próximos a áreas povoadas nota-se mais o lixo, em outros você vai ver uma concentração de vegetação. 

Eu sei que isso não é tão importante, mas achei que valia a pena citar.



O perigo e o caos se encontra espalhado por todo o ermo. Não é difícil tá passando com seu carrão e se deparar com gangues jogando tennis com granadas, ou, até mesmo uma briga entre mutantes.

É um mundo muito vivo,então a todo momento você vai se deparar com criaturas fortes, corridas, mechas e comboios. Diabos, colocaram até mesmo um mecha do lixão para nos matar, como se não bastasse as torres sentinelas da facção Autoridade por perto.

Falando nisso, os inimigos principais do jogo são pertencentes a AUTORIDADE. Uma das facções mais forte e também o motivo que nós levam a se tornar um ranger.  Eles são os inimigos mais fortes e os que mais demanda das habilidades, até porque normalmente você se depara com eles ao realizar as missões principais, então recomendo ir atrás de algumas Arcas antes de ir encará-los.

Fica a dica.


Os desafios que temos de encarar possuem um arco de dificuldade relativamente alto, ao menos alguns. Acessando ao mapa você pode conferir o nível de dificuldade de cada uma das missões. É interessante dizer que o jogo não priva você de ir encarar uma missão com nível mais alto, ela tá lá e se você quiser pode ir. 

A probabilidade de ter o traseiro chutado é gigantesca, mas o jogo ao menos te mostra o nível de dificuldade da missão. Na maioria das vezes é dureza mesmo. Por outro lado se você é do tipo que adora desbloquear habilidades, recomendo sair em busca das arcas só para garantir habilidades especiais para o personagem, assim tornará o combate um pouco mais fácil na hora de lidar com missões mais complexas.

Há também o combate mano a mano que é bem divertido e que pode ser melhorado por meio de habilidades. Na hora que a munição acaba e a situação aperta, porque não resolver no soco. Chutar granadas ou rebatê-las com a coronha da arma são algumas dessas opções e que podem salvar vidas ou tirá-las.



Fico feliz que RAGE 2 tenha conseguido chamar a atenção, algo que seu antecessor infelizmente não conseguiu. O trabalho de marketing foi incrível, realmente conseguiu encantar os jogadores. Só é uma pena uma pena que não consigam entregar toda aquele humor e insanidade dos vídeos.

O jogo tem diversas coisas para se fazer, uma grande parte delas remete muito mesmo a Mad Max. Na realidade, Mad Max pelo visto utilizou da formula do primeiro RAGE, talvez esse uso tenha sido por conta da temática.  A questão é que depois de algumas horas vocẽ fica com a impressão que só faz uma coisa só, não há personagens secundários interessantes o suficiente para interagir com seu personagem. 

O humor empregado nos vídeos não refletem a realidade dentro do jogo, apesar de que, sim, há alguns diálogos engraçados. O nosso personagem (você pode escolher o sexo do personagem logo no início do jogo) vive soltando piadinhas, mas é só isso. É basicamente DOOM no universo de Mad Max com um protagonista que fala.

Sei que é chato realizar tantas comparações com DOOM e Mad Max, mas sendo títulos das duas desenvolvedoras envolvidas no jogo, fica quase impossível, até porque realmente lembra. Claro, ele tem o seu diferencial, como uma variedade de veículos para ser desbloqueado e inimigos até que divertidos, além do fato que NÓS PODEMOS USAR UM MECHA e enfrentar um verme gigante - E quem comprou a edição especial ainda ganha  a BFG 9000 de DOOM, que é uma das armas mais poderosa do jogo.
 

RAGE 2 tem alguns bugs, afinal, que jogo hoje em dia não tem, certo? Eu também encontrei um problema no carregamento do menu, nada ao ponto de travar a partida, mas um carregamento demorado na transição de uma aba para a outra.

No geral eu gostei de RAGE 2, achei um jogo divertido e que provavelmente vai agradar muitos jogadores. Bem, o jogo não é um game que você irá quebrar a cabeça ou vai se deparar com puzzles.  Ele se resume a descobrir maneiras de matar e se sobreviver enquanto você anda para lá e para cá e enfrenta os mesmos inimigos quase que o tempo todo.

Pode até se tornar massante em determinado momento se você for muito exigente, então não crie tantas expectativas por conta dos trailers, garanto que vai encontrar em RAGE 2 um ótimo titulo para suas doses diárias de adrenalina.

É altamente recomendado para quem gosta de um FPS despretensioso, rápido e com um arco de dificuldade desafiador.


 *O jogo RAGE 2 foi analisado com uma chave digital de Xbox One fornecida pela Bethesda.*

0 comentários:

Postar um comentário