Brawlout | Uma alternativa para os amantes de Smash Bros - Arquivos do Woo

Brawlout | Uma alternativa para os amantes de Smash Bros


Podemos dizer que a fórmula criada em Smash Bros apesar de simples e muito bem executada, abriu as portas do que hoje conhecemos como o gênero Brawler. Se você é mais velho (tem os seus 30 e pouco), sabe que o jogo The Outfoxies foi pioneiro na ideia de enfiar vários personagens em uma arena para se digladiarem, mas a Nintendo elevou o nível da brincadeira.

Consequentemente outros títulos tentaram recriá-la, poucos se saíram bem o suficiente para não cair no esquecimento, porém, Brawlout parece ter acertado não só na execução, como na hora de criar sua própria identidade. 

Reunindo personagens próprios e adicionando protagonistas de outros jogos indies, podemos dizer que Brawlout está encorpando e criando o seu diferencial e merece a sua atenção, me acompanhem.



Brawlout tem um objetivo bem claro: atire seu adversário para fora da arena e de preferencia o mais rápido possível. O jogo é bem cru e não tem nenhum Power-Up na arena que possa facilitar sua vida, é tudo questão de habilidade e encontrar brechas do oponente para jogá-lo para fora.

Eu particularmente adoro jogos de lutas apesar de não ser tão bom quanto gostaria, mas esse jogo é praticamente voltado para qualquer um. São poucos comando e acaba sendo possível derrotar alguns personagens apenas usando dois botões - Menos nas lutas contra duplas ou times. O que faz com que acabe sendo divertido voltar mais vezes ao jogo e encarar seu modo arcade ou TRIAL - Esse é um modo novo que possui algumas fases bônus entre os combates, além de batalhas diferenciadas.

Os personagens contam  com uma barra que vai aumentando a medida que se bate no inimigo ou leva porrada, ela pode ser usada para quebrar ataques, recuperar o personagem caso esteja sendo jogado para fora da arena ou causar o dobro de dano nos inimigos. Um recurso que se bem utilizado pode virar o jogo caso esteja levando a pior.



Olha, vou dizer que realmente estava bem curioso com esse jogo desde a primeira vez que o vi. A arte dos personagens definitivamente é um ponto positivo a ser ressaltado, porque não só vai cativar crianças como também consegue agradar aos adultos, por outro lado não há muito carisma nos personagens originais do jogo. 

Os convidados são interessantes, mas isso porque são famosos por seus jogos e vê-los em um ambiente diferente dá um certo charme. Isso também me leva a outro ponto que gostei, que são os diálogos. São sempre bem descontraídos e humorado. 

É. Eu sei. To falando de diálogos de um jogo de luta, algo que normalmente as pessoas ignoram, mas eu gosto dessa atenção do estúdio para dar mais personalidade, pois apesar de não serem profundos ou coisa do tipo, acaba sendo divertido. Principalmente quando se vai lutar contra o protagonista do Guacamelee.



Brawlout possui muitos itens cosméticos que podem ser adquiridos ganhando moeda durante os combates, além de variações dos personagens que podem ser desbloqueadas. Isso é uma das coisas que realmente pode ser interessante para quem não tá afim de gastar grana com esses tipos de itens.

Como também continua recebendo atenção da Angry Mob Games, que recentemente adicionou mais modo (O trial que citei lá no começo) e mais um lutador ao seu catalogo: Dead Cells. - Que é um personagem badass para se controlar.

Isso mostra que o cuidado que estúdio tem com o título, além dos planos de estender ainda mais a vida do jogo, que atualmente conta com os personagens de Guacamelee, Hyper Light Drifter e Yooka-LayleeEspero que mais personagens sejam adicionados, quem sabe não conferimos o Shovel Knight no jogo daqui à algum tempo.



Brawlout não é um jogo ruim, certamente tem seus méritos e o estúdio vem trabalhando para tornar a experiência cada vez melhor. É possível se divertir jogando com mais alguém em coop local, mas na experiência online eu fui um pouco infeliz, pelo menos nos horários em que podia jogar não encontrei partidas.

O jogo proporciona um bom divertimento, mesmo não sendo tão difícil, na realidade o maior desafio foi entender um pouco da mecânica, uma vez que não sou habituado ao estilo Smash Bros, mas depois que se acostuma, as batalhas tendem a ficar fáceis, mas o jogo para compensar começa a jogar um número maior de inimigo, o que acaba dando certa dor de cabeça.

Brawlout merece mais atenção, principalmente para quem gosta do gênero e não possui um console da Nintendo, o que acaba sendo uma boa alternativa para os amantes do gênero ou para quem busca um entretenimento para jogar com seus filhos.



*O jogo Brawlout foi analisado com uma chave digital de Xbox One fornecida pela Angry Mob Games.*

0 comentários:

Postar um comentário