2018 - Arquivos do Woo

A Bethesda Softworks®, uma empresa ZeniMax® Media, anuncia que Fallout®76 está disponível física e digitalmente nas lojas de todo o mundo, para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Da aclamada desenvolvedora Bethesda Game Studios®, criadora de The Elder Scrolls V: Skyrim® e Fallout® 4, Fallout 76 é a prequel online da franquia Fallout em que todo humano sobrevivente é uma pessoa de verdade. 


É notável que o gênero Brawler tem feito sucesso nos últimos tempos, mas ao invés de se prender ao conceito clássico, Speed Brawl joga uma pitada de velocidade a brincadeira e acrescenta uma colher de chá de alguns elementos do RPG.

Assumo que o gênero Brawler não é o meu favorito, mas isso não justificaria eu ser injusto por conta disso. Por outro lado a experiência que eu tive com o título foi muito satisfatória e acredito que seja uma ótima pedida pra quem procura por algo diferente.

Chega mais.


Chegou a hora das mulheres dominarem o mouse. Entre os dias 30 de novembro e 09 de dezembro acontecerá a Seletiva de Guerreiras, processo pelo qual a Athena’s e-Sports, organização profissional e feminina de e-Sports, irá revelar suas jogadoras e formar uma line-up profissional para 2019.


Eu acho que deveríamos ter mais críticas de livros aqui no blog, então resolvi requentar uma crítica que escrevi pra um antigo blog publicar minha análise do quarto livro de Chris Jericho aqui.

Eu sou um fã de luta livre profissional já há algum tempo, acompanho semi-religiosamente a WWE, e vez ou outra vejo os pay-per views. De uns tempos pra cá, meu lutador favorito acabou sendo Chris Jericho, e eu meio que por osmose acabei lendo os três primeiros livros dele (A Lion’s Tale: Around the World in Spandex; Undisputed: How to Become the World Champion in 1,372 Easy Steps e The Best in the World at what I have no idea), e pretendo falar sobre eles algum dia. No ano passado, Jericho lançou seu quarto livro, e como na época eu tinha uma grana do PagSeguro sobrando, comprei uma cópia digital de “No is a Four Letter World: How I Failed Spelling, but Succeeded in life” e se você não leu o título do post, é sobre este livro que falaremos hoje.


Stream vai ao ar em 8 de novembro no Twitch e Mixer

Os fãs de games e animação estão prestes a presenciar algo inédito na indústria: um livestream em que humanos e personagens animados jogam um contra o outro. O inovador livestream terá a participação do popular streamer Tyler “Ninja” Blevins; um dos artistas de hip-hop de maior sucesso, Logic; e dos personagens de televisão Rick and Morty, jogando o mais recente título da Bethesda Game Studios no universo de Fallout, Fallout 76.

Esse histórico evento de livestream foi imaginado pela Ader, agência líder de eSports que conecta marcas e publicadoras com a comunidade gamer do mundo todo. Pensado para ser uma experiência imersiva, o conceito do livestream é permitir que os jogadores e a comunidade de usuários interajam com os personagens animados ao vivo.


Se tem uma coisa que praticamente todo mundo fala... Jogos de esporte anuais são sempre a mesma coisa, muda uns bonequinhos e pronto, tá lá na prateleira das lojas, o mais novo jogo dessa franquia.  Com WWE não é diferente, afinal, há QUASE VINTE ANOS a Yuke's vem desenvolvendo os jogos oficiais da WWE, ao menos os principais. Recentemente, saiu o mais novo simulador de luta livre da World Wrestling Entretainment, o WWE 2k19. Será que ele é só um “WWE 2k18 que é o 2k17 que é o 2k16 que é o 2k15 com bonequinhos novos?” É o que veremos.



Olá, QUERIDÕES que visitam o ARQUIVOS DO WOO, estamos aqui numa verdadeira maratona de eventos, começando com o caro e decepcionante GameXP que aconteceu no Rio de Janeiro, dessa vez temos o maior evento de games da América Latina, a Brasil Game Show. Chegando em sua 11ª edição -- se contarmos com a Rio Game Show de 2009 --, o evento liderado pelo fluminense Marcelo Tavares junta grandes nomes da indústria de videogames, além de lojas, produtoras indies e outros expositores em um espaço bem grande em São Paulo durante cinco dias, onde os visitantes podem aproveitar demos de futuros lançamentos, fazer compras, lanchar nos food trucks, socializar, fazer cosplay e até mesmo conhecer seus ídolos da indústria.


Nós sabemos que o amor dos fãs costumam proporcionar jogos incríveis, como aquele remake de Street of Rage lançado alguns anos atrás. A questão é que os fãs muitas das vezes estão carente por determinado titulo ou formato de jogos, e cansados de aguardar acabam colocando a mão na massa. 

E foi desse modo que nasceu Super Mario Bros. Crossover.


Como devem ter percebido o site passou por uma reformulação e com ela algumas novidades, sendo a primeira  o logo que foi uma das coisas com que mais me preocupava.  Depois de longos anos eu finalmente alcancei uma que me agradasse e não dependa de nenhum personagem licenciado.

Com um pouco de atraso venho dizer minhas impressões sobre o primeiro evento exclusivo de games que fui, a GameXP.

Sim, eu sei que é uma vergonha, mas não é sempre que tem eventos de grande porte no Rio de Janeiro, ainda mais voltado para video-games.


Capcom Beat'em Up Bundle é aquela coletânea de jogos que certamente vai deixar os retrogamers empolgados, mas que pode causar estranheza nos mais jovens que não tiveram contatos com alguns dos 7 jogos que compõem essa coletânea. 

Porque nós das antigas adorávamos sair por ai derrotando tudo e a todos apenas com socos e voadoras - Ou utilizando Mechas, espadas e magias.

Claro, temos dois jogos que são figuras conhecidas, pelo menos para quem teve contato com um super nintendo, por outro lado a coletânea oferece mais 5 jogos que nunca deixaram os arcades, tornando a coletânea um item que merece a sua atenção e que certamente o deixará entorpecido pela nostalgia.

Curiosos? Me acompanhem!



Metroidvania é um gênero que definitivamente não se desgastará tão cedo, mas é necessário ter cuidado ao criar um jogo do gênero, pois existem tantos de qualidade (Axiom Verge me vem a mente no momento, além dos clássicos Super Metroid e Castlevania: Symphony of Night, responsáveis pela consolidação do gênero), que se você não fizer um produto que agrade ao público, corre o risco do jogo se tornar exemplo do que não fazer. 

Enfim, no final de setembro, foi lançado para PC, PS4 e PS Vita, Timespinner, jogo da Lunar Ray Games e publicado pela Chuckle Fish. Será que ele é um clássico moderno ou cairá no hall de decepções, onde Chasm se localiza? Vem comigo para descobrir.


Copa Camacho CS:GO terá premiação de R$ 5 mil e parte do valor das inscrições será doado para a compra de materiais de informática para a unidade operacional

A Colab e-Sports em parceria com a ICE Lan Games anunciam a Copa Camacho de CS:GO. Com premiação de R$ 5 mil, as finais do torneio acontecerão direto do Palácio da Caveira, sede do BOPE no Rio de Janeiro.

A Copa Camacho tem esse nome em homenagem ao artista Rodrigo Camacho, conhecido por criar obras de arte utilizando materiais recicláveis e cápsulas de munição utilizadas nos estandes de treinamento dos agentes. Ao aproximar o esporte eletrônico da arte, a Colab e-Sports enxerga uma oportunidade de contar histórias de superação, determinação e treinamento.

A batalha por Azeroth já começou! Assim como os jogadores estão se reunindo em torno da causa de sua facção para explorar novas fronteiras e embarcar em batalhas épicas, agora poderão experimentar todas as emoções do mundo de Azeroth através da música.


Os clientes poderão experimentar em primeira mão um jogo emocionante, que se desenrola em um cenário empolgante e intrigante.

Você já se imaginou integrando uma equipe designada a cumprir uma missão em outra dimensão? Esse é o propósito do jogo que está sendo lançado no País pela VR Gamer: o Extra-Dimensional Exploration Alliance ou EXA Dimension 12.  O jogo traz uma experiência singular onde o time, liderado pelo Comandante Rick, deve explorar e proteger uma estranha dimensão, após seu sistema ter sido interrompido por forças desconhecidas: a DIMENSION 12.


O período de credenciamento de imprensa para a 11ª edição da Brasil Game Show (BGS), a maior feira de games da América Latina, que será realizada de 10 (apenas para imprensa e negócios) a 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo, foi prorrogado. O prazo, que incialmente seria encerrado em 15/09, foi estendido e o cadastro para participar do evento pode ser realizado até 23h59 da próxima segunda (01/10).


Conforme o dia 19 de Outubro de 2019 - também conhecido como data oficial de lançamento de SOULCALIBUR VI - se aproxima, alcançamos também uma nova etapa nesta jornada maravilhosa rumo ao Palco da História: o aguardado teste de rede!

Pela primeira vez na BGS, Cory Barlog receberá o prêmio Lifetime Achievement Award, terá as mãos gravadas no Wall of Fame e irá interagir com os fãs no BGS Talks e em sessões no Meet & Greet Intel

A Brasil Game Show, maior feira de jogos eletrônicos da América Latina, acaba de revelar a participação de Cory Barlog na 11ª BGS, que será realizada entre 10 e 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo. Aclamado por seu trabalho em God of War, uma das séries mais adoradas e bem-sucedidas da indústria dos games, Cory soma-se ao time de estrelas que estará nesta edição do evento.


Espaço dedicado a um dos games de maior sucesso da atualidade será criado pela PUBG Corp, empresa responsável pelo jogo, que estreia na BGS como patrocinadora ouro do evento.

Fãs de PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG), recordista de vendas e grande pioneiro do gênero battle royale, têm um motivo mais do que especial para irem à 11ª edição da Brasil Game Show, que será realizada entre 10 e 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo. 


Hoje na Tokyo Game Show a Capcom revelou um novo trailer do seu tão aguardado Resident Evil 2, que oferece aos jogadores uma visão totalmente nova da clássica obra-prima do horror de sobrevivência. 


A BANDAI NAMCO Entertainment America Inc. anuncia que JUMP FORCE será lançado em Fevereiro de 2019 para PlayStation®4, Xbox One, e PC via STEAM®. Também disponível em seu lançamento teremos a oferta de um Passe de Temporada que adicionará 9 personagens à já impressionante seleção de lutadores do game, assim como uma Edição de Colecionador que incluirá um diorama exclusivo dos três heróis principais: Naruto, Luffy, e Goku, entre outros itens especiais. JUMP FORCE é a celebração do 50º aniversário do mangá Weekly Shonen Jump, e terá a presença de personagens icônicos de franquias clássicas apresentadas na publicação, incluindo DRAGON BALL Z, ONE PIECE, NARUTO, e mais!


A BANDAI NAMCO Entertainment America Inc. liberou hoje um novo trailer de One Piece World Seeker, o novo jogo de ação e aventura baseado na popular série de anime e mangá One Piece. One Piece World Seeker será lançado em 2019 para o sistema PlayStation®4, Xbox One, e PC via STEAM®.


A arte da luta com espadas sempre esteve intimamente ligada à nobreza, e Raphael traz por completo o conceito do espírito do nobre guerreiro em SOULCALIBUR VI!


Missões VR, conteúdo do Passe de Temporada, e informações sobre as Edições
de Lançamento fazem parte das novidades

A franquia ACE COMBAT tem sido líder absoluta em combate aéreo nos videogames por mais de 20 anos. Geração após geração, jogadores tem tomado os céus para dançar um mortífero balé aéreo em velocidades supersônicas. ACE COMBAT 7: Skies Unknown dá continuidade à esta tradição com um incrível modo história que com certeza ligará as turbinas dos fãs mais fervorosos de ACE COMBAT. No entanto, a “cereja do bolo” do time de desenvolvimento Project ACES para ACE COMBAT 7 vem na forma de missões VR, que utilizam o poder do acessório exclusivo de PlayStation®4, o PlayStation®VR.


A cidade está uma bagunça, completamente tomada por demônios do mundo inferior. E pior: não é apenas Red Grave City que está em apuros. Os demônios estão por toda parte. Em Devil May Cry 5, o lendário caçador de demônios Dante se junta ao parceiro de caça Nero e à artesã de armas Nico para elevar suas técnicas de investigação e extermínio. No trailer inédito divulgado hoje, Dante está de volta à ação com sua fiel espada Rebellion, suas pistolas Ebony e Ivory e uma motocicleta insana que se reparte para criar duas espadas brutais. 


Antes da Tokyo Game Show, a Sega revelou um novo jogo dos criadores de Yakuza, intitulado Judge Eyes, no qual encarnaremos um advogado em busca de justiça. Claro, a apresentação estava com tradução simultânea e a parada tinha tanto cringe que eu não consegui assistir a um minuto do vídeo ali presente. Felizmente, a SEGA of America liberou um trailer com legendas em inglês, logo um pouco de contexto nos foi jogado.

Mas essa não é a razão pela qual você está lendo esse texto, mas sim porque você quer saber as primeiras impressões de alguém que JOGOU a demo do jogo, disponível na PSN japonesa.


A rotina de um pirata pode ser descrita como uma longa e constante aventura marítima, repleta de reviravoltas que poderiam durar por vidas inteiras. Portanto, imagine só as histórias de aventura e pilhagem que Cervantes deve ter para contar, considerando que ele navega os Sete Mares como um imortal desde sempre!


A Capcom anunciou hoje Capcom Beat ‘Em Up Bundle, uma nova coletânea contendo sete clássicos da era de ouro dos arcades de pancadaria co-op com deslocamento lateral. Com lançamento em 18 de setembro de 2018 em formato digital para PlayStation 4 por R$ 61,50, Xbox One por R$ 61, Nintendo Switch por US$ 19,99 e Steam por R$ 39,99, Capcom Beat ‘Em Up Bundle reúne sete jogos de pancadaria clássicos, incluindo dois títulos nunca antes convertidos para plataformas caseiras. Um novo trailer mostrando este pacotão de nostalgia e ação pode ser conferido em português no canal oficial Capcom-Unity Brasil.


Encore e-Sports, Insônia E-Sports, INTZ e-Sports Club, e Midas Club disputam semifinais online a partir das 12h30 desta quarta-feira (12/09); Vencedores decidirão título do torneio no palco da BGC, durante a BGS 2018; Competição nacional de eSports da Brasil Game Show também terá os campeonatos de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) masculino e feminino.

A Brasil Game Show anuncia o campeonato de Dota 2 da Brasil Game Cup (BGC), a competição nacional de esportes eletrônicos da maior feira de games da América Latina. Parte do calendário da BGC desde 2014, o torneio de Dota terá sua final realizada em 10 de outubro, no palco da BGC na 11ª Brasil Game Show, que acontecerá entre 10 e 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo. 


O Season Pass 2 de TEKKEN 7 acaba de ser lançado para os sistemas PlayStation®4, Xbox One, e PC via STEAM®. 

Esta temporada abre com a chegada de Anna Williams e Lei Wulong, dois dos seis personagens previstos para o Season Pass 2. Mais informações sobre os personagens adicionais, incluindo o sádico Negan, de The Walking Dead (AMC), serão divulgadas futuramente.

Este ano, serão dois espaços para os visitantes ficarem frente a frente com as estrelas do universo dos games. Em um deles, por exemplo, será possível encontrar Fumito Ueda, de Shadow of the Colossus; Nolan Bushnell, criador do Atari; Yoshiaki Hirabayashi, produtor de Resident Evil 2; Shota Nakama, criador da Videogame Orchestra; Gabriel Fallen, um dos maiores jogadores de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) do mundo, entre outros.


Os fãs que aguardam ansiosamente pelo lançamento de Mega Man 11 no dia 2 de outubro agora podem testar suas habilidades antecipadamente. Uma nova demo abaixável gratuitamente traz um desafio contra o formidável (e muito convencido) Block Man, já disponível no Nintendo Switch™ e disponível a partir de 7 de setembro no sistema de entretenimento de computador PlayStation 4 e na família de dispositivos Xbox One, incluindo o Xbox One X.


Desde que comecei a me dedicar mais a franquia Castlevania, pude perceber que o número de jogos lançados é compatível com a diversa aceitação destes, indo de jogos que muitas vezes são considerados referência de gênero ou mesmo um marco revolucionário, até um outro extremo em que temos títulos que acabam frequentando listas de maiores desastres no mundo dos jogos, pelos mais diversos motivos. 


Além de patrocinadora da BGS, a maior indústria brasileira de produtos à base de amendoim receberá em seu estande influenciadores famosos e premiará com videogames os cinco vencedores da disputa do jogo Berro, o Crokissímo.

A Brasil Game Show confirmou a participação da Santa Helena em sua 11ª edição, que acontece de 10 a 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo. A maior indústria de produtos à base de amendoim do Brasil estreia como patrocinadora da BGS e com um estande que promete muita interação, atrações e sabor.


O mercado indie de games não para de me impressionar, e isso me deixa imensamente feliz.Tive o prazer de conhecer o jogo Fluffy Horde, um título que tem o pé atolado no humor e que certamente vai divertir muitos jogadores.

Eu fiquei bem empolgado pelo pouco que vi até o momento, a começar pelo email  bem humorado que recebi do estúdio Turtle Juice (Suco de tartaruga, que nome incrível). Logo não podia guardar isso só pra mim, então vim aqui compartilhar com vocês esse jogo incrível e que merece muito a nossa atenção.

Oras, precisamos de mais sucos de tartarugas no mercado de jogos #TeamSucodeTartaruga. Afinal, quantos estúdios que vocês conhecem já enviaram um coelho ao espaço?

Abaixo vocês podem conferir um pouco do enredo e alguns detalhes sobre o jogo e outras informações sobre o jogo, além de um trailer incrível. 

Confiram!!


Em sua primeira participação no evento, Rod irá interagir com o público em sessões gratuitas de meet & greet, terá suas mãos gravadas no Wall of Fame e será homenageado com o Lifetime Achievement Award.

A Brasil Game Show (BGS), maior feira de games da América Latina, que realizará sua 11ª edição de 10 a 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo, acaba de anunciar mais dois nomes de peso para o evento. Além de Xbox, que este ano fará sua oitava participação na feira, Rod Fergusson, diretor do estúdio The Coalition, responsável pela franquia de sucesso Gears of War, fará sua estreia na BGS.


Vivemos um momento da industria de jogos em que a oferta de uma experiência realista e focada em histórias tão profunda e emotiva quanto um episódio de Maria do Bairro são distribuídas feito santinhos em dia de eleição.  Não que isso seja ruim, tenho certeza que existe um publico grande que os consome, caso contrário não investiriam tanto nesse formato. Mas eu estou em uma busca por jogos diferenciados, algo que me divirta ao oferecer uma experiência nova.

E foi então que me deparei com MOTHERGUNSHIP, uma lufada de ar fresco para o gênero FPS. Certamente é um título que pode assustar quem está preso ao marasmo dos jogos narrativos, e deixar eufórico a galera que gosta de um bom desafio e busca por novas experiências.

Me acompanhe!


Um dos maiores produtores musicais da indústria de jogos eletrônicos vai participar de sessões de meet & greet gratuitas, será jurado nos concursos de cosplay e fará apresentações no BGS Talks. Ele também será um dos homenageados no Wall of Fame da BGS, que acontece de 10 a 14 de outubro, em São Paulo.

Shota Nakama, criador da Video Game Orchestra e uma das figuras mais respeitadas da produção musical para videogames é mais um convidado internacional confirmado para a 11ª edição da Brasil Game Show, que acontece entre 10 e 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo. 


Aventure-se por um mundo feudal cheio de magia, samurais e guerreiros demoníacos em Onimusha: Warlords, que chega para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e Steam no dia 15 de janeiro de 2019 em formato digital no Brasil.


Monster Hunter Generations Ultimate, sequência do aclamado Monster Hunter Generations, está disponível a partir de hoje para Nintendo Switch em versões física e digital na América do Norte e Europa. Monster Hunter Generations Ultimate marca a estreia da série no Nintendo Switch, e pela primeira vez oferece a flexibilidade de jogar tanto no multiplayer local sem fio quanto no multiplayer online em até quatro jogadores, seja jogando em casa na tela da TV ou em qualquer lugar nos modos portátil e de superfície estável.


Conforme anunciado durante o evento Inside Xbox da Microsoft na Gamescom há pouco, Devil May Cry 5 chegará em 8 de março de 2019. O mais novo título da icônica série de jogos está chegando para a família de dispositivos Xbox One, incluindo o Xbox One X, para o sistema de entretenimento de computador PlayStation 4 e Windows PC com legendas em português brasileiro. 


A arena da VR Gamer, primeira do gênero no país com games consagrados, agora é atração fixa em Guarulhos

As férias de julho acabaram, já se passou mais da metade de agosto, e a diversão não para. Graças ao sucesso que a Arena da VR Gamer fez no Internacional Shopping, a partir de agora ela será atração fixa para os visitantes que procuram por uma experiência de imersão totalmente sensorial e nova.


O cenário de eSports no Brasil nunca esteve tão em alta. O assunto está presente em praticamente todos os lugares: times especializados são destaques na imprensa, bares temáticos podem ser encontrados em todo o país, campeonatos importantes ganham cada vez mais espaço nas TVs, e conversas na escola sobre o sonho de se tornar um cyber atleta profissional são tão comuns quanto as já tradicionais sobre virar um craque de futebol, basquete, vôlei, e afins.


No último fim de semana, os melhores jogadores de eSports do mundo em The Elder Scrolls: Legends e Quake Champions reuniram-se na QuakeCon 2018, em Dallas (EUA), para as finais do primeiro The Elder Scrolls: Legends Masters Series e para o Quake Champions QuakeCon Open. No Open de Quake Champions, os times do modo 2v2 competiram por uma premiação de US$ 175 mil, além de os oito melhores terem a chance de competir em modo solo, nas partidas de Duels, em que o vencedor levaria US$ 25 mil sozinho.


Uma das experiências em RPG mais amplas e imersivas está prestes a ser lançada para consoles, e estamos empolgados em compartilhar um pouquinho mais de Divinity: Original Sin 2 – Definitive Edition antes de seu lançamento nas Américas em 31 de Agosto de 2018, para PlayStation® 4 e Xbox One.


A BANDAI NAMCO Entertainment America Inc. confirma hoje que DARK SOULS™: Remastered para Nintendo Switch™ será lançado em 19 de Outubro de 2018. Um Teste de Rede online de DARK SOULS: Remastered para Nintendo Switch também está previsto para acontecer antes de seu lançamento oficial. Mais informações sobre este Teste de Rede serão compartilhadas em breve.


Compre o jogo antes do dia 21 de Agosto e aproveite um desconto especial de 20% para comemorar o lançamento

As desenvolvedoras brasileiras Firecast e Fableware anunciam o lançamento oficial de Sword Legacy: Omen. Disponível para compra na Steam por R$ 36,99, este RPG tático apresenta uma releitura das lendas do Rei Arthur pela visão de Uther, pai do Rei Arthur, em sua busca pela lendária Excalibur.


Produtores de dois dos jogos mais aguardados da atualidade vêm ao Brasil para participar pela primeira vez da maior feira de games da América Latina, onde atenderão aos fãs em sessões de Meet & Greet, estarão em painéis do BGS Talks, serão jurados da Cosplay Zone e homenageados no Wall of Fame 


A menos de dois meses do início de sua 11ª edição, a Brasil Game Show (BGS), maior feira de jogos eletrônicos da América Latina, anuncia a participação de mais dois grandes nomes do universo dos games no evento: Yoshiaki Hirabayashi, produtor de Resident Evil 2, e Michiteru Okabe, produtor sênior de Devil May Cry 5. Os convidados internacionais participarão da BGS pela primeira vez e terão uma agenda repleta de atividades com o público, que poderá encontrá-los em sessões de Meet & Greet, no júri de concursos de cosplay, em painéis do BGS Talks e na área Wall of Fame da BGS, onde serão homenageados por suas contribuições à indústria. 


A COLETÂNEA DIVIDIDA

Desnecessário fazer qualquer apresentação da série Mega Man. É uma das mais reconhecidas da ~era de prata~ dos jogos (eu diria Era de Ouro, mas sabe, tiveram outras que pavimentaram esse caminho), junto com Mario, Sonic, Zelda e claro, Bubsy.

Por ser um humano nascido na década de 1990, acredito que assim como muitos, meu principal contato com a franquia foi com Mega Man X e suas continuações. Lembro-me que a primeira vez que aluguei o primeiro jogo para SNES, eu simplesmente não conseguia passar da primeira fase e DEVOLVI o jogo, isso lá com meus 5, 6 anos de idade. Nessa época, a série X já encaminhava para o quarto jogo, que é exatamente onde acaba o Mega Man X Legacy Collection 1.

Pra começo de conversa, não entendi essa de dividir a coleção em dois títulos. Quando o Legacy Collection da série clássica foi produzido, o estúdio responsável -- a Digital Eclipse, hoje Backbone Entertainment -- fez um ótimo trabalho ao trazer os jogos de NES para a geração atual. Foi um teste de mercado e uma proposta da própria Digital Eclipse feita à Capcom, e talvez por isso eles trabalharam somente com os jogos mais "fáceis" de se portar. O Legacy Collection original, retroativamente chamado de Mega Man Legacy Collection 1, com os jogos MM1 até MM6, foi um port de uma qualidade incrível, bem melhor que o Anniversary Collection lançado anos antes pela própria Capcom no Playstation 2. Assim sendo, foi posteriormente produzida uma continuação com MM7 (SNES), MM8 (PSX) e MM9 e MM10 (PS3/360/Wii), mantendo a qualidade da primeira coletânea, mas dessa vez capiteneada pela própria Capcom, deixando a Backbone de lado.

Tendo isso dito, é natural que a primeira coletânea tenha sido feita em duas partes. Mas hoje em dia e com o teste de mercado já feito -- inclusive servindo de base para que a Capcom produzisse Mega Man 11 -- não havia necessidade de separar a série X em duas coletâneas. Entendo que algumas pessoas prefiram os primeiros jogos (até X4) em detrimento dos subsequentes, mas são jogos antigos e cabem muito bem em um bluray né? Pelo amor de Deus.




ANÁLISE INDIVIDUAL

Reclamações à parte, o tratamento visual e o esmero acertam em 90% das vezes. Todos os jogos, desde os de SNES e PSX e indo até os horrorosos jogos de PS2 são portados com muita qualidade, cada um com sua versão americana e japonesa contidas no disco (com ressalvas que serão abordadas mais à frente) e com direito a conquistas/troféus/medalhas (dependendo da versão), gerando desafios mais interessantes para os que já conhecem a franquia. Além disso, a possibilidade de remapear os controles foi mantida, podendo inclusive usar mais botões do que os controles do SNES permitia (isso claro, considerando X1, X2 e X3).

Vou analisar brevemente cada jogo contido na coletânea, facilitando para aqueles que têm interesse em apenas alguns jogos específicos da série X. Vamos lá:

- Mega Man X (SNES, 1994)

Port perfeito da versão de SNES. É basicamente emulação, sem queda de framerate onde não deveria ter mas mantendo alguns, como na parte do carrinho na mina do Armored Armadillo). Foi adicionada opção de save, colocada intrinsicamente na tela de passwords, que também podem ser usados.

Pra quem não conhece a série direito, recomendo começar por esse.



- Mega Man X2 (SNES, 1995)

Mesma situação do jogo acima. Sobre o jogo em si, ele mantém a mesma dificuldade razoável do primeiro, com a vantagem de já começar com as botas de Dash.

- Mega Man X3 (SNES/PSX, 1996)

Diferentemente da versão contida no X Collection de PS2, o MMX3 dessa coleção é o mesmo que saiu pro SNES. Ou seja, nada de trilha sonora de CD, tampouco aberturas e cutscenes animadas antes dos chefes.

É uma pena pois a abertura japonesa desse jogo é muito boa, mas acredito que se tivessem mantido as CGs, as músicas seriam cortadas anyway, e já já explico porquê.



- Mega Man X4 (PSX/Saturn, 1997)

Assim como no X Collection de PS2/Gamecube, a versão usada aqui foi a de Playstation, principalmente por ser mais fácil de ser portada e também porque a versão de Saturn é idêntica.

As cutscenes em anime foram mantidas, inclusive com a péssima dublagem. As músicas japonesas de abertura e encerramento foram cortadas (assim como no lançamento ocidental original). O erro mais gritante dessa versão é que uma das cenas da abertura, onde os robôs da Repliforce fazem uma saudação que lembra vagamente um comprimento nazista (lol) foi cortada, mas de maneira pobre: desaceleraram parte do vídeo para que a cena fosse pulada, mas isso fez o framerate da abertura parecer um slideshow. Foi ridículo e desnecessário. Esse é só o primeiro ponto baixo dessa coleção, e mais pra frente teremos mais alguns.

Assim termina a X Legacy Collection 1. Lembrando que pegando todos os troféus dessa coleção, pode-se obter o troféu de platina (no PS4, obviamente).

Agora vamos a segunda parte da coleção, a X Legacy Collection 2:



- Mega Man X5 (PSX, 2000)

Um port direto da versão original, nessa vez não se tem muito o que reclamar, tirando algo que PODERIA ser melhorado: o uso das músicas em japonês da versão japonesa ("MONKEY", pela banda Mosquito-Milk). Mesmo jogando a versão ROCKMAN X5, a música não se encontra presente, o que nos leva a crer que foi uma opção da Capcom para baratear os custos com licenciamento. Uma pena a falta de esmero em algo que leva o nome de "legado".

Uma curiosidade interessante: no lançamento original, alguém muito louco da Capcom colocou 7 dos 8 chefes como referências à banda Guns n' Roses. Esses nomes foram revertidos de volta para uma tradução mais direta dos nomes japoneses. Não chega a ser uma perda, mas era engraçado lutar contra o "Duff McWhalen" e o "Axle the Red".

- Mega Man X6 (PSX, 2001)

Mesmo caso do X5, porém no lançamento original e na coleção de PS2, a abertura em japonês foi mantida na versão americana. Aqui, pela primeira vez, temos X6 com uma música nova instrumental. Uma pena, pois as músicas "The Answer" e "Moonlight" eram muito marcantes. Em termos de gameplay, o jogo mais uma vez se mantém perfeito. Aliás, um ponto positivo é que trouxeram de volta a dublagem (só em japonês), visto que na coleção anterior as vozes foram tiradas sem motivo.

- Mega Man X7 (PS2, 2003)

Aqui conseguiram melhorar o jogo graficamente, deixando ele verdadeiramente como um HD Remaster. Infelizmente X7 é uma porcaria né? hahaha

- Mega Man X8 (PS2, 2004)

Mesmo caso de X7. O jogo é bem melhor que o anterior, porém não se equipara aos jogos de PSX e SNES. A qualidade do port é excelente.



CONCLUSÃO

Resumidamente, temos ótimos ports dos jogos clássicos, com uma ótima apresentação. Não falei antes, mas uma coisa nova e interessante é o modo X Challenge, onde você enfrente dois chefes de diferentes jogos e ao mesmo tempo. É uma adição interessante e vai realmente colocar à prova a habilidade do jogador. Inventaram até uma armadura nova pro X para esse modo que na artwork fica linda, porém no jogo... é só a armadura Ultimate do X4 pintada de branco no Paint.

Infelizmente, também ficaram de fora dessa coleção os jogos Mega Man Xtreme 1 e 2, versões de Gameboy Color que tinham seu valor. Mas isso é só um detalhe.



Além disso, também temos o novo Rookie Mode, que nada mais é que o Easy, novidade dessa versão. Nela, alguns momentos dos jogos ficam mais fáceis, além de espinhos e buracos não matarem o jogador de cara. Deve ter sido um verdadeiro desafio de programação, por isso parabéns aos responsáveis por implementar isso em cada um dos jogos.



Se você sente saudade dos jogos da série X e queria uma maneira fácil de tê-las hoje, essa é sua oportunidade. Para puristas como eu, seria interessante que tivessem colocado as músicas das versões japonesas e legendas nas cutscenes, pelo menos quando se joga as versões Rockman X dos jogos. Mas para quem se importa apenas com o gameplay, Mega Man X Legacy Collection 1-2 está impecável e é uma ótima aquisição para sua biblioteca de jogos.



Mega Man X Legacy Collection 1-2 está disponível como pack ou individualmente no PS4/XONE/Switch/Steam. Essa análise não foi feita com uma cópia fornecida pela Capcom :(