Hoje apresentarei a vocês um dos meus quadrinhos favoritos  e que fora  escrito por meu autor predileto, Garth Ennis.

O autor é mais conhecido por trazer ao mundo o violento, sarcástico e altamente inadequado para menores de 18 anos, PREACHER – Que um dia se tornara série, aguarde

Claro, não podemos esquecer também de que ele foi responsável por uma das melhores fases do Justiceiro na revista MAXX e a boa fase de John Constantine em HELLBLAZER.

Tudo o que esse irlandês bota a mão vira uma poça de sangue e bom humor. Obrigado!

O hater de herói

The Pro
Garth Ennis

Garth Ennis lida muito bem com anti-heróis, ele praticamente vive para destruir a visão que o mundo tem dos super-heróis. Basta ler “The Boys” que você vai entender o que estou dizendo.

LEIAM –  Uzumaki | Uma obra-prima do Horror em Mangá

Com The Pro não é tão diferente de seus trabalhos anteriores, aqui ele nos conta a historia de uma prostituta que recebeu poderes cósmicos de um alienígena vouyer. O fato de ter sido escolhida por conta de uma aposta entre um alienígena e seu fiel amigo robô nos diz muito, não?

O diferencial desse heroína é que ela conhece o lado duro da vida, logo não vê razões suficientes para se arriscar em prol dos fracos e oprimidos de graça, principalmente porque seus poderes podem “ajudá-la” em seu trabalho na noite.

Pronto, esse é enredo.

Humor negro e violência aos baldes

The Pro é recheado de violência e humor negro, logo de cara você percebe que nenhum herói famoso esta a salvo aos olhos de Ennis, então se prepare para topar com versões ridículas de alguns super-heróis muito famosos.

Claro, lembrando que por se tratar de humor negro, muita gente vai torcer o nariz para 99% de tudo que será mostrado. O autor nunca pareceu se importar muito se as pessoas gostam ou não, então se você é todo moralista e cheio de não me toque, por favor, passe longe.

O que há aqui vai desde Golden Shower  a um belo esmagamento de crânio e palavrões, alias,  palavrões é mata, tem pra cacete, o suficiente para fazer Inri Cristo chorar baixinho durante a noite.

Não vou explicar o que é chuva dourada, use o google, por favor, isso aqui é um site de família.

A PROtagonista sem nome

Pro sequer tem um nome e em nenhum momento lhe e contado sobre seu passado, ainda assim você simpatiza com a personagem, seja pelo péssimo humor ou sua ambição de ter grana o suficiente para pagar o aluguel,  sustentar seu bebê e viver sua vida.

Mas seus super poderes a levam  ser convidada a participar de uma liga de super heróis, que não pensa duas vezes para dizer NÃO, mas muda de ideia quando informada de que seria MUITO BEM PAGA.

Só que estamos diante de uma figura humana com necessidades humanas e que tá pouco se ferrando por ideais e moralismo, isso nos leva a cenas grotescas e de muita violência.

A protagonista vive a margem da sociedade, claramente não teve uma vida fácil e tampouco está disposta a viver nesse mundo colorido, que inclusive jovens modernos hoje em dia acreditam que seja o futuro de gente como ela ou eu.

Conclusão

The Pro

The Pro é um quadrinho que vai levá-lo a gargalhada em diversos momentos, porque o autor não tem medo de esbanjar todo o seu ódio a essa aura de bondade que paira sobre os supers.

Inclusive seu protagonista deixa claro que se comparado aos que vivem a margem, esses valores não significam muito.

Eu recomendo vivamente a leitura desse quadrinho, mas só se você for maior de idade, caso seja menor de idade e sua mãe seja conservadora e de pernas cabeludas, então leia escondido.

Abaixo você podem assistir a única animação já feita desse quadrinho:

Author: Diogo Batista

Criador e Editor-Chefe do Arquivos do Woo, é um eterno rabugento. Opta por investir seu tempo entre games, filmes, livros e sua família à perder tempo discutindo na internet.