FINAL FIGHTER 3 | QUEBRANDO TUDO NO SUPER NINTENDO - Arquivos do Woo

FINAL FIGHTER 3 | QUEBRANDO TUDO NO SUPER NINTENDO


Como puderam conferir sou péssimo para lidar com agendas, mas nem por isso deixarei de postar algumas dicas de games. E para retomar as atividades aqui na base do soco e pontapé, resolvi trazer a vocês um grande clássico da Super Nintendo, e que por sinal me divertiu no passado e ainda continua me divertindo muito nos dias de hoje, então espero que gostem.


Final Fight 3 foi lançado no ano de 1995, e recebido com muito entusiasmo pelos fãs da franquia que ansiava a um bom tempo por um novo titulo na época. Eu pelo menos fique extremamente eufórico quando soube do lançamento do terceiro titulo por meio de amigos. É, naquele tempo sem internet descobria através de amigos que compravam revistas, uma vez que meu pai não me fornecia muito grana.

Tempo bom sem smartphone e internet... Err, acho que não?

Bem, uma das coisas que me levou a falar sobre Final Fight 3 hoje, foi que joguei recentemente esse jogo com um amigo e foi divertidíssimo. Esse game com um amigo eleva o fator replay, apesar de não ser ter uma dificuldade alta, porém ainda mais fácil que seus antecessores, meu amigo e eu proferimos alguns palavrões e demos altas risadas com os vacilos durante a jogatina, como acertar seu parceiro acidentalmente sendo que ele esta com a barra de energia no fim e em sua ultima vida.

Impossível não proferir palavrões né! 

Mas o que podemos falar sobre o enredo do jogo? A história é simples, me acompanhe: Uma nova onda de vandalismo e violência tem crescido em Metro City, e todos os atentados estão sendo atribuídos a Skull Cross, a nova gangue badass que assumiu após a erradicação da Mad Gear no game anterior. Tudo acaba sendo o pretexto necessário para o ex-prefeito Haggar convidar seus amigos e saírem pelas ruas de Metro City, proporcionando dor, muita dor e mais pancadaria para o nosso deleite. 

Uma novidade nesse titulo é a barra de especial, semelhante aquelas do Street Fighter, porém aqui eu nunca consegui soltar aquela droga. Sério, como diabos libera os especiais, só consegui fazendo cachorro louco com o controle.

Outra novidade é a inclusão de 2 novos personagens, sendo eles Lucia e Dean e para complementar, cada personagem tem uma característica em seu especial que resolvi listar abaixo;

Dean (novato): É a cara do Charlie (Street Fighter Alpha) com o poder elétrico de Blanka (mais um Street Fighter), adora eletrocutar seus inimigos, e tem um ótimo ataque quando se encontra rodeado de inimigos.

Haggar (Veterano): È quase um super sayajin, não envelhece, esta duas vezes mais forte do que antes, e seu bigode continua vistoso. 
Guy (Veterano): Depois de um tempo treinando com Ryu, aprendeu a habilidade do Hadouken, porém não consegue utilizar com a mesma eficiência. Mas ao menos continua sendo o mais rápido do game seria estranho se fosse lento, uma vez que pertence a uma família de ninjas. 

 Lucia (Novata): Simplesmente é bela, ágil e tem o poder de espancar o inimigo de forma brutal utilizando somente suas pernas e em seu especial, ela finaliza com uma giratória aérea capaz de incinerá-los, Vamos dizer que ela tem o poder do fogo e possivelmente foi treinada pelo Chuck Norris. 

Final Fight 3 é facilmente um dos meus jogos favoritos da franquia, apesar de gostar muito do segundo titulo, é o terceiro titulo que traz os melhores personagens. Me refiro a você Lucia, sua mulher durona e empoderada. Falar de jogabilidade aqui é chover no molhado, pois é tão bom e intuitivo os controles que pode ser jogado até mesmo pelo seu avô que nunca pegou um controle de na vida.

Se existe um ponto negativo aqui, em minha opinião seria o tempo de jogo, mas não dá pra exigir muito de um beat'n em up.




Também temos personagens crescemos ao lado, além de evoluírem ao longo de sua história. Oras, eu cresci e vi o Haggar deixar de um truculento homem de bigode para se tornar em um prefeito marombado, e me deparar com ele aposentado de rabinho de cavalo e ainda maior. Provavelmente alguém exagerou nos esteroides e isso o levou a se tornar ex-prefeito. É... pode ser.

Final Fight 3 pode não ser o melhor da franquia, mas conseguiu ser o mais divertido da trilogia em minha opinião. Infelizmente nunca tive a admiração que muitos possuem pelo primeiro jogo, mas isso se deve unicamente ao fator nostalgia com os segundo e terceiro titulo, além da obvia dificuldade ridícula do primeiro jogo.

Oh, mas você é um ser iluminado que termina o primeiro jogo de olhos fechados e com uma mão nas costas. meu amigo, só posso lhe desejar parabéns. Filma o feito e guarde em um DVD para você se lamber assistindo e admirando o quão foda você é. =)


É isso, joguem Final Fight 3 se não o fizeram ainda, é garantia de diversão.

Abaixo vocês podem conferir uma live de Final Fight 3 que foi realizada em meu canal do YouTube:




0 comentários:

Postar um comentário