25 de maio de 2017

SUNSET OVERDRIVE | ENERGÉTICOS, OD'S E CASCA-GROSSAS



Eu também pré-julguei muitos jogos antes mesmo de ter acesso a eles. Não me orgulho disso, porém, ao longo dos anos tenho tentado mudar esse péssimo habito ao dar mais de uma chance a determinado títulos.

Sunset Overdrive foi um desses que torci o nariz só de assistir alguns gamesplays, mas que depois de jogar por algumas horas a impressão mudou.
O jogo foi lançado em 2014, no começo da oitava geração de consoles, e desenvolvido pela Insomniac Games, exclusivamente para a plataforma da Microsoft. E se o nome da desenvolvedora é desconhecida, o seu trabalho não, pois devem lembrar-se de uma das suas melhores franquias no saudoso PlayStation: Spyro the Dragon.

Sim, eu gosto bastante dessa franquia. Ainda tenho sonhos molhados com o dia em que ela possa retornar - de preferencia multiplataforma.

Bem, mas vamos direto ao assunto. A partir das razões pela qual ignorava esse título era por acreditar que se resumia a um clone de Saints Row. Quem jogou sabe que a franquia enfiou o pé na jaca depois de não conseguir bater seu rival, o Grand Theft Auto. E como não gostava de Saints Row, ai já viu.


A parte boa é que me enganei com Sunset Overdrive, primeiro porque se fosse para criar uma comparação, certamente ele estaria mais para Dead Rising do que Saints Row ao confinar o jogador em uma cidade infestada por monstros mutantes. Claro, aqui o humor é predominante também, mas de um modo bem diferente e único.

O enredo é muito bom e repleto de referencias a diversos filmes e outros jogos, mas o fator importante é a jogabilidade. Você  terá de encarar hordas e mais hordas de Od's utilizando das armas mais loucas e destrutivas enquanto corre pelas paredes ao melhor estilo parkour. Também é possível saltar rapidamente de plataformas e planar por segundos no ar, fazer grind's em fios, quinas e laterais de prédios. É possível realizar muitas ações durante o combate ou mesmo atravessar a cidade feito um super herói sem poderes - É, não fez muito sentido.

Você não tem superpoderes, só que consegue escalar prédios enquanto salta e corre por suas paredes, o que possibilita movimentar-se rapidamente por todo o mapa que não é próximo do GTA, mas continua grande, e isso é awesome demais.

Ainda temos uma das melhores dublagens que pude conferir até o momento. Nos papeis principais temos a Luisa Palomanes (A Docinho das Meninas Superpoderosas), dublando a personagem feminina ou Paulo Vignolo (dublador do Nelson do Simpsons) dublando o personagem masculino.



Os monstros que enfrentamos outrora foram humanos, o motivo do apocalipse na cidade de Sunset City se deve a bebida Overcharger. Essa bebida é um tipo de redbull experimental criado por uma empresa chamada FIZZCO. Como eles queriam logo fazer dinheiro, então comprou a galera de colarinho branco e liberou a bebida mesmo sem realizar os testes, e isso culminou na mutação dos habitantes, assim restando poucos sobreviventes. E para evitar que a coisa se espalhe e destrua o nome da empresa, eles decidiram criar um campo de energia impedindo qualquer pessoa de fugir da cidade.

Com isso seu personagem que antes era apenas um mero coletor de lixo sai das sombras para se tornar o "choosen one" de Sunset City.

Ai entramos em um ponto negativo, você tem a opção de escolher o gênero do seu personagem, mas só tem a disposição 4 modelos de corpos. Você não terá um modificador tão robusto quanto em Saints Row e Skyrim. Mas você pode colocar todo o tipo de roupas que você imaginar. Sério, é uma quantidade muito grande de roupas e acessórios. Eu particularmente não dou a minima para roupas, não gosto muito de ficar alterando, mas de qualquer maneira minha personagem mulher ficou linda.

É, gosto de utilizar personagens femininas. #GirlPower



Os inimigos do jogo a primeira vista não parecem tão difíceis, só que em grande número são extremamente complicado. Isso força você a não ficar parado de jeito algum, até mesmo no alto de prédios. Apesar dos Od's serem os inimigos convencionais, eles são rápidos e se jogam contra você, logo acertar um deles é como chamar os amiguinhos para a treta.

Os especiais são os mais divertidos, pois alguns atingem você a longa distancia, outro gigante dá a luz a mais Od's e tem os congelantes. Como se monstros não fossem o suficiente, temos os Casca-grossa. Uma milicia fortemente armada e que realmente dá dor de cabeça.

Por sorte nossas armas e personagens podem evoluir a medida que avançamos na história. Enquanto as armas aumentam seus levels, os personagens podem receber amplificadores. Eles oferecem atributos como: Ao rolar a personagem fica intangível, gerar raios ao deslizar em fios e etc...

A primeira vista parece confuso, eu sei, mas na pratica é bem simples e você se diverte escolhendo os melhores amp's.



Sunset Overdrive também não procura te oferecer aquele realismo que impregnou todos os jogos da oitava geração. Os gráficos e efeitos de luzes são belíssimos, mas o jogo como um todo é extremamente divertido, e ele faz questão de deixar claro que seu objetivo é divertir ao oferecer missões engraçadas e desafiadoras.

Como arrancar a cabeça de um monstro, usar como mascara e ir assustar os casca-grossas. É, isso foi legal e extremamente difícil de fazer.

Mas o jogo não é só isso, ele também possui um modo multiplayer que se chama: ESQUADRÃO DO CAOS. E o nome faz todo sentido, pois consiste em missões de destruição onde você compete com amigos ou desconhecidos por pontos. Quem causa maior destruição e mata mais inimigos, então ganhará mais pontos e overchargers, que servem como moeda pra compra de amp's.

Só que infelizmente não há tantas pessoas jogando esse modo, o que faz com que demore um pouco para fechar o esquadrão. Uma pena, pois é bem divertido. 

A vantagem é que tu pode ir jogando o modo single enquanto eles buscam partidas em segundo plano.



Eu conclui o jogo com quase 38 horas de jogatina, mas nesse tempo jogado tem algumas partidas online, busca por colecionáveis e siquests. Mas se você quer terminar só a trama principal, fica tranquilo que ela pode ser concluída em umas 10 horas mais ou menos.

Há muitas sidequests para se realizar e desafios, isso certamente vai te render boas horas de jogatinas. E as recomendo principalmente para que possa melhorar seu equipamento e deixar o personagem boladão.

Certamente eu acho que deveria ser maior, porém, há duas dlcs com mais duas história (que estão saindo por 19 reais na microsoft store). Infelizmente não tive acesso a elas ainda, mas os preços estão bem acessíveis e pretendo pegar em breve. 

O jogo principal deixa algumas coisas em aberto, então acredito que possamos esperar alguma sequência (cruza os dedos) e de preferencia multiplataforma, porque todos deveriam jogar Sunset Overdrive

É isso, Vão Jogar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário