11 de fevereiro de 2016

PREACHER | FINALMENTE GANHA SÉRIE E O POVO RECLAMA


Depois de anos e anos de espera, finalmente a adaptação para TV de Preacher, ganhou o seu primeiro trailer (Que foi exibido 3 meses atrás). E aparentemente sua recepção foi um pouco morna e isso magoou meu coração. Eu esperava um impacto muito maior nas redes sociais, pois estamos falando de PREACHER!

Eu entendo que a geração bazinga não é um mar de cultura, e a maioria dos seus super heróis favoritos são aqueles que ganharam filmes, tipo o Deadpool que logo vai aparecer em imagens nada a ver com frases sem sentido, ou, substituir o Coringa dos malandros funkeiros.

Do que eu estava falando mesmo? Ah! Sim, PREACHEEEER!

A série conta a história do ex-pastor Jesse Custer (Dominic Cooper), que tá sem os cabelos cacheados e vivendo uma crise de fé. Mas que por obra do destino, durante a missa de domingo é possuído por uma entidade chamada Gênesis, fruto de uma relação proibida de um anjo e com o demônio. Quando possuído ele incinera (acidentalmente) todos os fieis da igreja, e resolve sair em busca da resposta: Por que diabos o pai celestial deixou o mundo se tornar essa merda e porque a vida dele tá tão fudida.
Jesse Custer
Graças ao Gênesis fundido em seu corpo, agora Jesse tem um dom, que irei chamar de a palavra. Basta ele pedir qualquer coisa a qualquer um, que a pessoa vai lá e faz. Tem a questão também que o céu está a procura da entidade.

Durante sua jornada para chutar a bunda de DEUS e escapar das garras dos lacaios do céu, ele encontra com personagens únicos e repleto de carisma, como o irlandês, Cassidy (Joe Gilgun), que é a porra de um vampiro. Não to falando de um vampiro afrescalhado que chora e fica brilhando sempre que uma luzinha bate na pele. 
Esse é o Cassidy
To falando de um vampiro beberrão que arranca a garganta das pessoas para beber o sangue, isso em um bom dia e se não tiver de ressaca. E depois bebe até cair de bêbado. Cês tem noção do quanto de goró é necessário para embebedar um maldito morto vivo?

Oh! Céus! Eu to hiperventilando!

Mas ainda falta uma das mulheres mais fodonas do quadrinho, Tulipa O'Hare (Ruth Negga), que bate em tanto macho que todo o Femen deve ter sorrido. E isso faz dela uma mulher forte? Claro que não, o que a torna tão foda é o fato de que ela encara qualquer merda durante toda a saga e sem abaixar a cabeça para personagem algum. 


Ela é namorada do Jesse e ainda assim o trata algumas feito um lixo, mesmo ciente de que o cara pode faze-la inalar a areia de todo o Texa, apenas dizendo algumas palavras.

Sério, o cara pode fazer isso, gente!
Essa é a Tulipa
Agora vocês conhecem os personagens principais da trama e eles não são iguais ao do quadrinho, e sinceramente isso não importa, contanto que a essência dos personagens estejam lá. Posso dizer que se os fãs do quadrinho esperam  por fidelidade a todo o conteúdo escrito por Garth Ennis (Criador do quadrinho), bem, é melhor tirar o cavalo da chuva. Temas como chutar a bunda de Deus não é algo que o povo digeri com facilidade e todos sabemos disso.

Seth Rogen é um dos responsáveis pelo roteiro, e que apesar de soar assustador, eu ainda boto fé em seu trabalho, pelo menos estou tentando. Creio eu que um cara que participou do controverso  A Entrevista, sem dúvida tem um pouco de senso com relação a importância de Preacher.

Não espero uma adaptação fiel, só que também não quero algo na pegada de The Walking Dead, que foi decepcionante. O povo ama, só que é questão de gosto, oras.

Obviamente eu queria uma série fiel, porém, eu já li o quadrinho e tenho certeza que todos reclamariam pelo fato da série ser previsível. Não teria graça alguma. E por isso venho procurando enxergar essas adaptações como uma chance de ver personagens que gosto lidando com situações diferentes. Quero ser surpreendido, então só tenho a agradecer pela oportunidade de ver uma HQ que gosto tanto se transformar em um seriado. E olha, tem suas vantagens. Se ela for um sucesso, finalmente poderei completar minhas coleção com os encadernados que serão lançados

MUAAAHAHAHAHAHA!

A série está prevista para Maio desse ano e eu mal posso me aguentar de ansiedade. Talvez mais para ver como será o Herr Starr e o Santo dos Assassinos. Também temos o Jesus de Sade e o sádico Odin Quinncannon, que será interpretado pelo ótimo Jackie Earle Haley, que já interpretou o Rorschach em Watchmen.

Resta agora ver como vai ficar o Cara-de-Cu!


Nenhum comentário:

Postar um comentário