24 de janeiro de 2016

ESQUADRÃO DA MODA CONTRA LAURA MATSUDA


Sim, finalmente a internet está se tornando um local cada vez mais seguro, harmonioso e repleto de igualdade.

Obrigado, Justiceiros Sociais por seu infinito esforço em patrulhar as redes sociais e confrontar a elite opressora burguesa branca capitalista satânica da família tradicional. O que seria de mim, gordo branco porteiro opressor machista e com uma divida histórica maior que o valor do meu carro que precisei parcelar em 60 vezes.

A vocês o meu maior Obrigado!

Graças ao excelente trabalho, algumas noites atrás eu fui pego de surpresa e até perdi o sono. Descobri que a nova personagem brasileira Laura Matsuda  do Street Fighter V, ganhou novos trajes e pasme: Unicamente para propagar a objetificação do corpo feminino.

Eu fiquei boquiaberto, não podia acreditar na ousadia da Capcom. Eu cai de joelhos em frente ao PC enquanto as lagrimas brotavam de meus olhos. Consternado, eu socava o chão e gritava: POR QUE CAPCOM! VOCÊ JÁ MATOU O MEGAMAN E AGORA ISSO! PORQUEEE! NÃO PODE! É FEIO!

Depois de uma xícara de café bem forte com açúcar para acalmar os nervos e digitar um textão, mas um textão daqueles, eu fui pensar um pouco mais sobre essa pouca vergonha permitida pela Capcom.

Que absurdo, mulher de verdade não é desse jeito e sequer conseguiria lutar com uns peitões desse tamanho. É fisicamente impossível, mesmo que Hadoukens não existam e o jogo não se prende a física do mundo real ou mesmo a crua e machista realidade que todas as mulheres reais vivem.

Eu estou correto em todas as minhas afirmações bando de onanistasEsse jogo é um desrespeito total a mulher brasileira, pois faz dela apenas um objeto de prazer visual aos homis.
Essa Laura está perfeita e aceitável moralmente
Como podem ter percebido esse monte de asneira que escrevi acima é a mesma coisa que milhares de outras pessoas costumam fazer todos os dias, se chama: Problematizar. Querem distorcer tudo ao seu redor para se mostrarem superiores ou melhores. Ser militante social vem se tornando comum e se vai de frente a seus ideais, logo será rotulado de escroto racistas, machista e etc...

Nem mesmo as mulheres que se opõem a esses ataques histéricos são perdoadas. É sempre "Ou está conosco ou está contra nós". É um tanto curioso ver a hipocrisia enraizada nos depoimentos dos SJWs, que sempre acabam oprimindo até mesmo  o oprimido.

Como podem ter notado eu cago para a opinião desse povo mimizento e sei que eles fazem o mesmo por minha opinião, com a diferença que adoram um palco para exibirem seus super poderes de justiceiro social, que se resume a chamar uma esponja de lavar louça de racista e criticar a vestimenta de uma personagem de video game.

Street Fighter é famoso pelos personagens exagerados e até mesmo as mulheres de curvas sensuais, a Chun - Li sem dúvida é uma das mais famosas e representantes desse modelo de mulher na franquia. Obviamente que os homens também são todos sarados e com um corpo que eu jamais alcançarei nessa vida ou em outras três, no caso de reencarnação.

O Ryu ganhou uma opção de roupa que os músculos e barba cerrada levou a mulherada ao delírio e não rolou mimimi. Por que será, hein?

As mulheres brasileiras hoje em dia utilizam roupas curtas, decotes e nós brasileiros estamos tão habituados a isso no dia-a-dia. E agora por causa de uma personagem irreal vocês começam a querer cagar regra de como eles devem criar os personagens. 


Sinceramente eu recomendo que vocês não joguem o jogo, não colaborem com esse tipo de conteúdo que vocês consideram tão ofensivo a mulher brasileira. Quero ver como vai ser a venda dos jogos depois que vocês se negarem a comprá-lo ou jogá-lo.

Quando eu não gosto de algo eu não consumo. Odeio funk, não to comprando CD e nem assistindo vídeo no YouTube. E vocês?


É, eu sei que vocês vão jogar esse game e dentro de alguns meses terão esquecido desse alvoroço todo que estão fazendo.

Sim, é pura hipocrisia e vocês são hipócritas pra carai!

A Bia Chun - Li abordou sobre essa polemica e citou pontos importantes a cerca desse assunto e recomendo a leitura. Eu recomendo fortemente a leitura.

Ah! Eu duvido que alguém vá fazer um cosplayer dessa nova roupa da Laura Matsuda. Nenhuma mulher se sujeitaria a isso.
http://pictigar.com/user/vanessawedge
Ops! Eu estava errado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário