28 de outubro de 2014

ANÁLISE | HORNS - CONFERINDO O HARRY POTTER COM CHIFRES


Depois de ter me surpreendido com a chatice que foi a Mulher de Preto, que assisti unicamente para ver o Radcliffe em algo diferente. Foi um prazer imenso assistir Horns e não lembrar de Harry Potter

O filme é baseado em um livro escrito por Joe Hill, filho do famoso mestre do horror, Stephen KING. O que já significa algo, mas não encoraja, visto que adaptações são espadas. 

Não entendeu? 

Lembre-se de Código D' Vinci, um livro bom que se tornou um filme chato, mas esqueçamos Dan Brown, focaremos em Ig Perish, protagonista do filme. 

O cara esta sendo acusado de ter matado a própria namorada. Apesar de alegar inocência, todos a sua volta acreditam que ele é o culpado. Constantemente é acusado de monstro, capiroto e maníaco do parque, o que não deve tornar a vida fácil, então como qualquer boa alma atormentada, Ig tira uma  noite pra encher a cara e blasfemar o nome de Jesus e família.

Depois de ficar extremamente bêbado, corre para floresta onde o corpo de sua amada havia sido encontrado. Lá, escondido nas sombras, assiste uma homenagem a sua falecida.

Enraivecido por todos o acusarem, ele resolve descontar a raiva destruindo alguns presentes e imagens de santos deixado no local, até urina em algumas delas. 

Um ato que fez grande parte da Noruega ovacionar. 

Depois de urinar e blasfemar, uma amiga o surpreende por trás. rola abraços, choros e na manhã seguinte, ele acorda nu pela manhã.

Em meus tempos de solteiro, isso NUNCA me aconteceu. Sempre acordei vomitado, mas mulher do lado, nem o perfume no travesseiro. 

Ficção, humph!

Bem, como pude me esquecer, agora ele tem chifres. Na boa, chifres são legais e cool - as cabeçadas alcançariam outro nível.


Ig de inicio acredita que os chifres sejam a vodca Balalaika da noite passada brincando com sua mente. Então pergunta a colega de rala e rola, se vê algo diferente nele. 

Ela diz que vê chifres e volta a atenção para uma caixa de donuts. Estranhamente ela passa a revelar as intenções maquiavélicas para com os donuts, então pede permissão para devorar as rosquinhas e parte da mobília. Ig acha estranho, mas prefere não questionar a garota, saindo do local e seguindo para a casa dos seus pais.

Parece um bom filme? Sem dúvida!

O filme é extremamente divertido, talvez um pouco lento em seu início, mas não desaponta em nenhum momento. Minha unica reclamação é o fato de que não fazem muito mistério algum para entregar quem é o assassino, pois ele praticamente é jogado na sua cara logo no início.


Algumas situações em que Ig se envolvem são de tirar gargalhadas, porém, o filme não perde o foco em momento nenhum, sempre centrado no sombrio e misterioso.

O final é surpreendente, reconheço que algumas lágrimas brotaram em meus olhos.

Não há mais o que dizer, convide sua garota para assistir ou se você esta solteiro compre um lanche monstro, coca-cola (não, eu não sou patrocinado) e apague as luzes, pois você vai passar bons momentos com esse filme.

3 de outubro de 2014

LIVRO | EU NÃO TENHO BOCA E PRECISO GRITAR - CONTO DE HORROR SCI-FI DE QUALIDADE


Os livros são maravilhosos, possuem o poder de nos transportar para um mundo diferente, surreal, nos possibilita vivenciarmos aventuras que nunca tenhamos sonhados.  Claro, quando digo isso me refiro a bons autores, mas tem aqueles que conseguem até mesmo destruir a imagem de personagens históricos como lobisomens, vampiros e zumbis.

Cara, isso é muito triste, mas...

Seja bem-vindo a mais uma dica de livros, pois eu sou um cara que gosto muito de ler e apesar das besteiras que digo constantemente twitter. Então para provar que sou ao menos 5% culto e inteligente, ou não.

O livro que vou apresentar a vocês foi escrito por Harlan Ellison, escritor americano nascido no ano de 1934, e considerado um dos grandes nomes da ficção cientifica e horror, que infelizmente nunca teve seus livros traduzidos para nossa língua.

Mas não fiquemos tristes, pois se você é pessoa persistente, provavelmente conseguiu ler algumas coisas, mesmo em inglês.  Claro, sei que é difícil, mas com um pouco de esforço e noção básico da língua acabamos por entender, além de expandir nosso conhecimento.

Agora falemos do que interessa, hoje apresento a você um dos livros mais legais que tive o prazer de ler.



O livro foi publicado pela primeira vez em 1967 na edição de março da revista  IF: Worlds of Science Fiction. A história se passa 109 anos após a destruição de toda a raça humana, exceto por quatros homens e uma mulher.

O motivo da extinção da raça humana se deve ao fato de que a guerra fria se tornou uma nova guerra mundial e a fim de torna-la mais eficiente, China, União Soviética e Estados Unidos criaram supercomputadores, porém um deles se torna auto- consciente e absorve os outros computadores. Tornando-se um, despeja todo o ódio na humanidade.

O ódio que AM tem pela humanidade é imensurável, para exercitar seu ódio, mantém cincos pessoas viva, só para tortura-las fisicamente e mentalmente. Não sabemos se há prazer por parte de AM, mas Ted, um dos sobreviventes mais jovens e o narrador da história, levanta essa questão diversas vezes no livro.

A história tem inicio quando Nimdok, conta ao resto do grupo sobre a possível existência de comida enlatada em um dos grandes complexos de AM. O grupo vive em um complexo subterrâneo dentro supercomputador, que é narrado como algo gigantesco e sem fim.

O grupo estava faminto e não comia há muitos meses, logo não rejeitaram muito a ideia de se aventurar pelo complexo.

O interessante é que AM tortura os sobreviventes constantemente e de todas as formas possíveis e não deixa com que nenhum deles morra no processo ou mesmo que se suicide. Todos eles possuem a idade que tinham quando capturados, a maquina os fizeram quase imortais, só para poder curtir com a dor deles.

Ted, o narrador, é o que mais  ira choca o leitor, pois o personagem é uma mistura de razão e paranoia, ainda se julga mentalmente instável pois cita o tempo todo AM, fez o possível para transformar a personalidade cada um, exceto ele. Mas vamos falar um pouco sobre outros integrantes, começando com Ellen, a única mulher do grupo. Conta a todos que era virgem e  sua primeira relação sexual aconteceu pouco antes da humanidade ter sido dizimada. AM a tornou uma pervertida e é constantemente estuprado pelo grupo.

Gorrister era um idealista e pacifista, mas se tornou indiferente e apático, ele costuma contar como tudo aconteceu a Benny, que alias, era um cientista, mas fora torturado e modificado por AM, a ponto de se tornar um gigante símio com uma enorme GEBA (Pênis, Ui!). Motivo pelo qual Ellen apesar de transar com todos do grupo, só consegue obter prazer com Benny e isso fez com que ela se apaixonasse por ele.

Sacanagem, hein, mas...

Benny acabou por se tornar um animal e podemos dizer que é a bomba relógio que o grupo tem. Nimdok, como disse anteriormente é o mais velho do grupo e muitos suspeitam dos motivos de AM isola-lo do grupo em alguns momentos e sempre voltar estarrecido e perturbado, poucos se sabe sobre ele.

O livro contém 12 paginas que você vai devorar em minutos e eu recomendo vivamente a sua leitura.

Tentei não soltar nenhum spoiler a respeito do seu desenrolar. Também ressalto que há um game sobre o conto e com o próprio Harlan Ellison dublando AM. Fico sensacional, sério, ele tem uma voz de psicopata.

O roteiro do game também foi escrito pelo próprio autor então, recomendo a jogatina do game, pois ele complementa diversas dúvidas deixadas no livro. O game tem todo o mistério e clima de horror contido no conto, não deixem de conferir, já que o game se encontra no limbo e de grátis.

Vocês devem estar se perguntando "Cyber, onde eu encontro o livro?" Calma meu caro amigo, basta enviar um email para arquivosdowoo@hotmail.com.br que envio o livro para você.

Não, eu não estou vendendo.