23 de junho de 2014

THE MANSION OF THE HIDDEN SOULS | CONVERSANDO COM FANTASMAS NO SATURN [SEGA SATURN]


Há muitos anos atrás, em tempos que pesava 68 Kg e meu objetivo era trabalhar jogando videogames, meu pai resolveu comprar um Sega Saturn para meu irmão e eu. O que nos rendeu finais de semanas regados a muito Daytona USA com a família e diversas idas a videolocadora aos finais de semanas.

Em uma dessas idas, eu topei com esse game que tinha uma borboleta e na contra capa algumas cabeças voadoras.  Fiquei impressionado com aqueles gráficos realistas (hahaha, bons tempos) e pedi a meu pai que levasse.

Com o game em mãos, fui obrigado a tirar o dicionário de inglês da mochila e passar o final de traduzindo os diálogos, só para entender o que diabos estava acontecendo.

O game conta a história dos irmãos Samantha e Jonathan, que ao se deparar com uma borboleta, acabam se separando... Na realidade é Samantha que age feito uma doida varrida ao ver a borboleta e corre atrás.

Provavelmente ela não saia muito de casa e o único inseto voadora que ela tivera contato, era uma barata voadora.

Só divagando.

Samantha persegue a borboleta até uma mansão, que como qualquer outra é devidamente assombrada - Isso é uma regra, e não importa o que digam “TODAS AS MANSÕES SÂO ASSOMBRADAS!”.


Em todo o caminho, Jonathan alertava sua irmã dos riscos de seguir a borboleta, visto que a lenda local explicava que fantasmas se transformavam no inseto e tentava atrair jovens para a mansão, a fim de aprisioná-los.

Como podem ter percebido, resta a Jonathan adentrar a mansão e salvar sua irmã, antes que ela se torne um dos fantasmas residentes.

Os gráficos são ótimos, ao menos para EU, que na época não tinha tido contato com nada 3D naqueles tempos. Então, aquilo era um prato cheio aos olhos, mas hoje em dia ele envelheceu bastante.

O game é todo ambientado em 3D e com visão em primeira pessoa, o que torna tudo bem atraente, já que os objetos são bem modelados, para os padrões da época.
O hall de entrada me lembrou muito o de Resident Evil, assim como alguns efeitos de som presente no jogo. Detalhe, Mansion of Hidden Souls foi lançado em 1995, enquanto RE foi lançado no ano seguinte.
Essa sala me lembra algo!
Há inúmeros puzzles para serem resolvidos e sua resolução depende dos diálogos, que são essenciais para seguir adiante no jogo, pois algumas almas procuram objetos e para isso, você vai precisa entender um pouco.

A trilha sonora é muito bacana, que apesar de não ser tão marcante, ela consegue embalar perfeitamente o game.

Os fantasmas são o ponto forte do game, pois cada um tem sua história e é interessante. O problema fica por conta da sincronia da dublagem, que é relaxada, bem aos moldes das dublagens de filmes de kung fu, que rolava nos anos 90.

Porém, esse detalhe não torna o jogo ruim e sua história é o suficiente para entreter e até mesmo proporcionar um surpreendente final. Então, se esta pensando em jogar algo diferente no seu Sega Saturn/ Sega CD (ou emulador), não perca tempo e jogue mais esse clássico da Sega, pois vale a pena.

11 de junho de 2014

CONHEÇAM CARLITO E SEU EUROPO BUBBLEGUM MEXICANO


No ano de 2012 um amigo resolveu dividir o aluguel comigo, e naquele tempo em meio a jogatinas de SKYRIM e episódios de South Park, ele me mostrou o AMV de uma musica chamada "Carlitos". O vídeo consistia em personagens femininos com bigodes mexicanos, dançando ao lado de cactos dançantes enquanto repetiam a exaustão o nome "Carlito, Carlito".

Fiquei dias e dias com esse refrão martelando em minha cabeça, então pensei "Oras, quem diabos criou essa musica?" e fui atrás do criador dessa dance music chiclete. Para minha surpresa, o artista é sueco e não se chama Carlito. Seu nome é Jonny Jakobsen, Carlito é apenas um de seus personagens. Mas antes de falar sobre eles, conheceremos um pouco de sua história.

Antes de Carlito ser concebido, Jonny Jakobsen se chamava Johnny Moonshine e até lançou um álbum de musica country intitulado de "Johnny Moonshine & The Moonshine Band" em 1995, mas o projeto acabou não seguindo adiante devido a complicações, então Jacobsen partiu para o euro pop que naquele momento tinha uma cenário musical forte.



Então nascia Dr. Bombay, um taxista cantor da cidade de Calcutá, que aprontava altas confusões em seus videoclipes e claro, todas as letras são o dia-a-dia desse taxista desastrado e que já teve sua família raptada por um tigre.

Tigre bobo!

As musicas são extremamente pegajosas, e não é a toa que se enquadra no gênero bubblegum pop, que por sinal eu nem conhecia, mas que explica muita coisa.

Uma curiosidade bacana sobre o personagem, é que algumas de suas musicas apareceram no game Samba de Amigo do (Que Deus o tenha) Dreamcast e no dançante Beatmania IIDX do Arcade


É preciso admitir que os videoclipes dos anos 90 ainda são divertidos, uma pena que é tão difícil acha-los com uma qualidade de 480p. Talvez seja a musica falando por mim, depois de ter dominado meu cérebro... quem sabe?

Há que considere a musica de Jakobsen um tanto racista e estereotipada, mas isso não impediu de alcançar certa popularidade na Índia, onde quase levou processo nas costas, mas as autoridade acabaram deixando de lado, visto que ele era apenas chato.

E no ano de 2000 nasceu o escocês Dr. Macdoo, primo distante do indiano Dr. Bombay, ao menos essa é a origem contada por Jacobsen.


Dr. Macdoo não caiu muito no gosto do público, mesmo mantendo o tom satírico, as musicas não pegaram. O videoclipe gerados para o álbum "Under The Kilt" eram engraçados, mas infelizmente as composições não gerou grandes hits e acabou por não agradar os fãs antigos.

Claro, continuava sendo uma paródia étnica, mas talvez um pouco mais forçada e sofrível do que seu antecessor. 


Dr. MacDoo ele alcançou um pequeno público na Suécia, mas os fãs de Dr. Bombay não compreendiam o porque da mudança de personagem. Logo o personagem deixaria de existir para no ano de 2006 dar lugar ao seu último personagem (por enquanto) Carlitos.

Jakobsen não caracterizado.
Carlito é um cantor mexicano apaixonado por Carlita e como os pseudônimos anteriores suas letras são baseadas no dia-a-dia do personagem. Todas as suas músicas possuem um refrão extremamente fácil e pegajoso. Posso dizer que Jakobsen reformulou toda a ideia do som que fazia anteriormente. A adição dos vocais femininos de Carlita trouxe uma pegada dance moderna e que caiu no gosto do povo.

Eu ouvi o primeiro álbum do Carlito "Fiesta" e senti como se meus ouvidos e pensamentos tivessem sido possuídos. 

A MÚSICA NÃO QUERIA SAIR DA CABEÇA!

Lembram quando Vengaboys lançou seu hit "Boom Boom Boom Boom"? É mil vezes mais grudenta!

Há quem odeie o Carlito ou qualquer outro personagem, principalmente algumas pessoas do fórum The Bore, ao menos em 2008 eles o odiavam, haha!

Eu não considero esse tipo de musica ruim, diferente do funk carioca, esse sim é uma grande merda. O gênero bubblegum dance é dançante e extremamente alegre e as crianças provavelmente curtiram bastante.

Oras, mas você não acredita? Então assista o videoclipe abaixo e se delicie com seus pensamentos sendo tomados pelo Carlito. 

Faça o teste, mas não recomendo aos mini adultos, eles estão ocupados louvando algum satã...mini adultos me dão medo!


Mas com Carlito as coisas deram certas, então nada de abandonar o sombreiro, pois o sucesso foi tanto (principalmente no Japão) que surgiu o segundo álbum "Wild World!" em 2007.

Todas as letras são criadas a partir da perspectiva do personagem nos países que estão visitando... ou seja, tudo em primeira pessoa. Não que isso importe, mas oras, achei que seria importante... não? Ah, wherever!


A qualidade de produção continua indiscutível e dessa vez eu recomendo você deixar um martelo ao lado quando for ouvir, pois será essencial para você despregar a musica da cabeça.

Acho importante dizer que apesar de ser um gênero diferente do que gosto de ouvir, a ideia comercial por trás de tudo isso é fascinante. O personagem foi criado com o intuito de fazer piada e sucesso, e o filho da mãe conseguiu. Seu maior público esta no Japão, e apesar de restrito a alguns países, Jakobsen faz um ótimo trabalho.

Antes de encerrar, deixo com vocês o vídeo de Carlitos visitando a mãe Russia na música "Russkij Pusskij".



Atualmente Jakobsen faz alguns shows, mas não há muito informação a respeito de um novo álbum ou projeto. Espero que esse sueco doidão não abandone o sombreiro e ressurja com algo novo.

Espero que tenham gostado e até a próxima, Ai, Caramba!

5 de junho de 2014

DESABAFO DO LEITOR | WATCH DOGS: Ubisoft que jogo é esse ?

Por: Leonardo Marreira




Eae galera, belezinha? Sou o Leonardo, amigo do Woo, sim, sou o cara que escreveu sobre Breaking Bad

Calma, hoje vou falar sobre um tal de Watch Dogs, jogo esse que vem chamando muita a atenção dos gamers.  E que fora anunciado pela poderosa Ubisoft  na E3 do ano passado, com o intuito de bater de frente com GTA V

O primeiro trailer do jogo a ser exibido na E3 foi impressionante devido aos gráficos, jogabilidade, e a possibilidade de interagir com tudo no cenário, incrível!

E a pergunta de todos "QUAL A DATA DE LANÇAMENTO?", pois depois de um teaser animal, todas estávamos ansiosos. Fora divulgado a data para o final do ano passado, e nesse intervalo da E3, diversos teasers e trailers surgiram no intuito de instigar cada vez mais. 

Então, Ubisoft libera uma nota em seu Facebook, dizendo que o jogo ia ser adiado "PORQUE ?". Segundo eles, o adiamento serve para trazer melhorias e tornar a estrutura do jogo o mais realista o possível

Ta, OK, quer melhorar, beleza, mas nós gamers esperamos e então chegou o mês de lançamento. Eu estava super ansioso, e faltando um dia paro o lançamento, descobri enquanto conversa com o Woo sobre o game, ele me diz que já havia sido lançado. Então ele meus olhos brilharam e corri comprar o jogo.

Ao chegar em casa todo feliz,  fui direto para o Xbox360 e coloquei o primeiro DVD de instalação, que por sinal demora muito para concluir, kkkk! Então, é chegado a hora de jogar.



Primeira fase, uma pequena introdução, tudo OK! Então, veio o mundo aberto e a minha primeira reação foi QUE PORRA É ESSA! Não estava acreditando no que estava a minha frente -  Na moral, o jogo é todo borrado, semelhante a alguns um Mod do Gta 4.

Na moral, até parece que é um jogo de 2008, kkkk!

Completou uma semana que comprei o jogo e não me senti estimulado a jogar mais. Como pode a Ubisoft, uma empresa com tantos títulos fodásticos (Como FarCry 3, que sou fã), fazer um jogo que aparentava ser tão bom, se tornar uma merda. 

Agora o jogo pra PS4 e XboxOne são maravilhosos, lindo, tudo aparentemente perfeito, acho que a Ubisoft, pensa que todos nós temos condições de investir e um console tão caro. 

Eu particularmente não tenho, mas espero que os próximos jogos lançados, não sejam um Watch Dogs, entenderam? kkk!

Espero levar minha indignação até a Ubisoft, pois sei que não sou o unico revoltado com o jogo.

Falow galera!


Obs: O Leonardo é leitor e enviou seu desabafo para o blog, se você quiser, também pode participar, envie sua review de game, filmes, livros ou desabafos para o email arquivosdowoo@hotmail.com