16 de outubro de 2013

PACIFIC RIM - GIGANTES DAILEONS VS KAIJUS


Jaspion, Changeman, Jiraya, Flashman, Ultraman e Spectreman (Esses dois não tinham robôs gigantes, mas o tamanho era o mesmo), eu cresci vendo Tókio ser invadida por monstros radioativos, alienígenas e aprendi que somente o Japão possui a tecnologia e os super heróis para nos salvar, quer dizer, salvar a eles.

Como a vida era boa naqueles tempos, mas então a Manchete atrasou alguns pagamentos, investiu em planos errados, então vi meu entretenimento preferido ser ceifado de forma brutal.

Sou um órfão da rede Manchete!

12 de outubro de 2013

ESPECIAL DO DIA DAS CRIANÇAS | A NOITE DA JOGATINA DE ATARI

Esse meme foi criado pelo nosso amigo Breno do blog Desocupado, obrigado pelo convite amigo ^^


Hoje é dia de ganhar presente do papai e da mamãe, então hoje é permitido arrombar a porta do quarto dos seus pais e cobrar presente as 05:00, mas antes se acomode na cadeira, pois irei contar uma das minhas lembranças gamisticas.

Então prepare-se para chorar, sorrir e perceber que talvez o melhor da vida não seja só os presentes que você deseja.

Há um tempo atrás eu escrevi sobre meu o meu primeiro videogame, na verdade foi o meu primeiro contato com o mundo dos games, pois o console pertencia ao meu tio.

Claro, fiquei chateado com a partida do meu parceiro de finais de semana, o Master System era o único amigo que tinha e que não batia em mim, não me obrigava a comer peixe podre em frente as meninas da sala.

Malditos! EU ODEIO PEIXE!

Bem, depois de muito chorar e prender a respiração a ponto de me assemelhar a uma bola azul, meu pai decidiu que era hora de adquirir nosso próprio videogame.

Recordo o momento em que meu pai adentrara a sala com um Atari em mãos, ele parecia ter sido desenterrado, pobrezinho. Não me importei, logo tirei das mãos de meu papai e junto de meu irmão limpamos como se não houvesse amanhã, quer dizer, como se houvesse sim, queríamos jogar logo e antes do final de semana acabar.

Console limpo, instalado e com PACMAN rodando a todo vapor numa  TV de tubo 14 polegadas radicais e com base laranja fluorescente (Para não a perdermos no escuro), mas não era o suficiente, queríamos mais, então nos dirigimos até uma vídeo locadora.

Vídeo locadoras eram os programas favoritos da família dos anos 90, sinto muito por você não ter vivenciado esse momento, ter nascido após a morte do VHS é algo bem triste mesmo.


Quanta saudades
Ah! Tá tudo bem, não precisa fazer esse bico, acontece, tudo que é bom acaba, olha só o que a Steam esta...

Vai ficar de cara feia? Então senta ali no canto, por favor!

Humph!

Onde eu estava, Ah! Sim, vídeo locadoras, o programa familiar numero 1 nos anos noventa.

Entrar em uma vídeo locadora era energizante, milhares de crianças escolhendo seus cartuchos de Super Nintendo, Mega Drive, espiadas na sala proibida (Você sabe de qual sala estou falando hehehe).

Bons tempos!

Então perguntei ao atendente “Cadê os cartuchos do Atari” – O cara simplesmente fez uma cara do tipo “What?” e me voltou com uma caixa de sapatos recheadas de cartuchos. Não estavam em suas melhores condições e a expressão dele deixou claro que eu estava atrasado alguns anos na indústria de games.

Selecionei alguns títulos conhecidos, Enduro, Keystone Kapers, Pitfall e River Raid e saímos daquele lugar na velocidade da luz.

Naquela mesma noite nos reunimos em frente à nossa TV full hd  de 14 polegadas e atravessamos a madrugada jogando PitFall. Principalmente meu pai que se apossou dos controles, e minha mãe precisava intervir para tira-lo um pouco a todo momento.

Foi um daqueles momentos em minha vida que não desejava dormir, não queria que aquele momento terminasse. Olhava para meus pais e percebia que eles não simplesmente compraram aquele videogame surrado só para calar a minha boca, mas sim, queriam fazer parte daquele momento em minha vida.

Nunca irei me esquecer do dia em que ganhei o Atari do meu pai, nunca me esquecerei do dia que passamos jogando juntos em família.


Hoje tenho 28 anos, passamos por diversas desavenças, como qualquer outra família, mas sempre que olho para eles, percebo o quanto  amo minha família e reconheço sua importância.

Agora ao invés de arrombar a porta do quarto dos seus pais feito lunático, abra vagarosamente, pule na cama, abrace-os forte e os agradeça por terem lembrado do seu dia, mesmo que o presente não tenha sido aquele PS4 que você tanto queria.

Agradeça e diga o quanto os ama por tentar fazer da sua infância, uma das melhores lembranças da sua vida.



Participantes do MEME: DIA DAS CRIANÇAS


Interruptor Nerd 

- Lol Etc

Nostalgia Gamística

9 de outubro de 2013

A TRISTE VIDA DE UM PORTEIRO


Olá caros leitores, sejam bem-vindos a mais um novo post da seção " Fala Sério", esse que é aquele momento onde desabafo minhas frustrações e os momentos em que vida me fode sem ao menos me beijar.

Preparados?

Atualmente trabalho na portaria de um condomínio, isso mesmo, sou porteiro e meu trabalho consiste em abrir o portão para os condôminos, filtrar as visitas, separar correspondência e levar comida de rabos por deixar o morador entrar no condomínio onde reside com o farol aceso. Parece bobeira, mas faça isso e compre um pote de lubrificante, a enrabada será grande, sem beijos, abraços ou cuspe.

Não, Não conheço ninguém com o nome de Dé!
Aparentemente tudo é culpa do porteiro, apesar de me esforçar em seguir corretamente cada linha de comando, por exemplo, ligar na casa do condômino e avisa-lo que Ciclano Junior Paçoca esta na portaria aguardando sua liberação, muitos simplesmente dizem " Ham? Ah! Tah, libera", mas depois reclamam ao sindico com a fúria de satanás após um confronto com Edir Macedo, de que os porteiros deixam qualquer um entrar.

Não procure lógica!

Estou prestes a completar 1 ano e não pretendo seguir adiante na área, apesar de não ser um serviço que exija muito do físico, até porque você passa grande parte do tempo sentado e vira e mexe, enviam pizzas, bolos, refrigerantes, salgados e etc...

Ótimo para quem tem dificuldades em engordar!

O ponto negativo é de que algumas das pessoas que você SERVE, são grandes filhos-da-putas, nos tratam como meras engrenagens. Há exemplos diversos, como esquecerem seus cartões de acesso, então simplesmente estacionam seus belos carros (com os vidros fechados) e buzinam como se estivessem se masturbando.


OK! Sei que é o meu trabalho abrir e fechar a merda do portão/cancela, mas eu não sou a droga de um pedaço de pau.

Ficaria feliz com um "POR FAVOR, você pode me abrir a cancela?"

Sempre que a coleta de lixo esta passando em minha rua, cumprimento os coletores e os agradeço pelo serviços prestado. Esse é o trabalho deles, ganham para isso, são essenciais ao bem estar da população, mas antes de tudo, são seres humanos.

Eu sou a porra de um ser humano, não a merda de um pedaço de pau!

Pensei em descrever as diversas ofensas que já levei, claro, nenhum morador teve a ousadia (ainda) de me ofender, talvez por me assemelhar a um Dwarf. Porém, alguns visitantes pensam que regras não se aplicam a eles, então nos tratam mal, desdenham do nosso trabalho.

"Ta Serto!"

Eu poderia estar jogando videogame, mas não, vou trabalhar das 22:00 as 06:00 só para ser chamado de burro por um imbecil que não sabe pronunciar o próprio RG.

Queria ver alguém tratar Heimdall dessa forma, até Thor temia o seu porteiro, sabem porque? Não? Olha para ele.

Heimdall, O Padroeiro dos Porteiros
Você trataria mal  alguém que poderia enfiar uma espada de forma tão agressiva em seu rabo que suas tripas saltariam pelo seus olhos?

Imaginei que não, então salve Heimdall!

A minha cabeça explode todas as vezes que tento compreender o porque de tanta escrotidão contra um porteiro, pois o trabalho dele é como qualquer outro e merece ser respeitado tanto quanto um executivo.

Ambos trabalham para sustentar sua família, então qualé a diferença?

Eu estou descontente por muitos dos motivos que citei, mas há pessoas que gostam e se dedicam ao trabalho, tudo para proporcionar um ambiente seguro para sua família. E fiquei um tanto surpreso ao ver essa dedicação por parte de muitos porteiros.

Bem, acho que falei demais por hoje, mas deixo um vídeo onde prova que muitos de nós porteiros somos tratados feito pedaços de pau por algumas pessoas escrotas.


Humilhar alguém dessa forma deveria ser punido com uma bela surra de pau, finalizado com a introdução da espada de Heimdall no rabo do filho-da-mãe.

Claro, nem tudo é ruim, mando um beijo no coração de todos aqueles que respeitam e valorizam o trabalho do seu semelhante, independente de sua função.

7 de outubro de 2013

NORMA JEAN VS THE ANTI MOTHER | AQUELE SOCO NO OUVIDO QUE FALTAVA


Se você é do tipo que curte tênis colorido e acha que fazer bico e usar cabelo de menina é ser rockeiro?

Pra começo de conversa, faça um favor a humanidade  e se mate, sério, pode pegar aquela faca de caça do seu avô e corte a garganta o mais profundo que conseguir.

Corre lá, eu espero!

Bem, agora que eliminamos os vermes, irei apresentar a vocês uma banda que irá gritar tanto de forma abençoada em seus ouvidos, que vocês precisaram de tampões para conter o santo sangramento.

A banda se formou em 1997, após um anjo vir a terra e avisá-los que Deus queria ser louvado com guturais e guitarras abençoadas pelo Papa João Paulo II. Naqueles tempos a mulecada não deu muito atenção e seguiu adiante com seu rock satânico, o que levou a diversos atritos interno e mudanças de formação na banda.

Cansados de louvar satanás, seguiram o bendito conselho e não demorou até alcançar o sucesso.

Depois de 3 álbuns repleto de peso, gritos e sangramento auricular, os membros decidiram que deveria amenizar um pouco, berrar com mais calma, assim o vocalista não desmaiaria a cada faixa cantada, então em 2008 nasceu o álbum "The Anti-Mother".



Brutal e com melodias que ficam gravadas em seu crânio como se tivessem sido cravadas por uma picareta. Esse álbum possui 10 faixas que iram abençoar o ambiente em que ele for reproduzido e afastar funkeiros a serviço de satanás.

The Anti-Mother contou também com a participação do irmão Chino Moreno cantando e auxiliando em algumas faixas, também conhecido como vocalista de uma banda pouco conhecida, Deftones



Particularmente eu não sou um grande fã do Deftones e não admiro tanto o seu trabalho, mas ficou muito boa as faixas no qual Chino dá aquela força.

Anti-Mother é um álbum ótimo e com uma ótima produção  e bem melódico, comparado aos anteriores - A banda mesmo afirma que é um dos seus álbuns mais melódicos. E mesmo investindo em algo diferente os caras conseguiram acertar e criaram um álbum marcante e com todas as características da banda, soando original.



Eu recomendo a todos aqueles que não conhecem a banda, dedicar algum tempo ouvindo esse álbum, sem deixar de ouvir os anteriores é claro.

Esse é o meu top 5 do álbum;


1 - Death of the Anti Mother
2 - Surrender Your Sons...
3 - Discipline Your Daughters
4 - Robots: 3, Humans: 0
5 - And There Will Be a Swarm of Hornets

O único ponto negativo é que o álbum possui poucas faixas e quando você se der conta já acabo. Algo muito comum quando o álbum é foda!

A 10 faixa possui 09:27 o que achei desnecessária já que poderia ter sido incluso algum bônus ou qualquer outra coisa.

Agora fiquem com o videoclipe de uma das musicas fodas...ops, abençoada!

3 de outubro de 2013

DEER HUNTER 2014 | CAÇANDO VEADOS NO CELULAR


Olá caros leitores, preparem seus celulares, pois hoje irei apresentar um joguinho viciante para curtir na fila do banco, do pãozinho, do supermercado, do banheiro, na fila da balada, em qualquer tipo de fila existente, então prepare-se para caçar.

Instalei Deer Hunter 2014 em meu Galaxy Grand Duos a dois dias atrás, e apesar de odiar jogar qualquer coisa usando o touch, depois de algumas horas estava me divertindo - Apesar da movimentação limitada pelo cenário, até que aceitável, uma vez que os animais e armas são bem detalhados, talvez uma forma de compensar a qualidade gráfica.


Os animais começam a oferecer grande desafios no decorrer do jogo, até porque você precisa atingir o objetivo que consiste em mata-lo com tiros no coração, cérebro e pulmões, outros caso só mata-los. Errar não é uma boa opção, principalmente no caso de ursos e lobos, pois eles podem ataca-lo, existe um curto espaço de tempo até que os animais o identifique e o ataque.

O game é divertido e rende horas de diversão, claro, um dos pontos negativos é a barra de energia, muito pequena e limita de jogar por horas a fio e ganhar dinheiro suficiente pra comprar uma equipe de caipiras bêbados vindos direto do Texas e pronto para matar qualquer coisa que respire.


As armas também podem ser customizadas, o que é obrigatório caso queira progredir no jogo, infelizmente é obrigatório os upgrades, tudo para acabar com o seu dinheiro e leva-lo a usar dinheiro REAL.

FILHOS DE MÃE!

Calma, a diversão não acaba por ele tentar rouba o seu dinheiro, até porque Candy Crush o faz e não vejo ninguém reclamando.  Você encontra o game de forma gratuita na GooglePlay e não é muito pesado, não espere mais e adquira o seu.

Sou contra a caça esportiva, não vejo como ceifar a vida de um animal possa ser visto como um esporte, mas o mundo não gira em torno do meu ponto de vista, certo?


Espero não precisa dizer que games são games, mas já dizendo, se você mata prostitutas em GTA, não quer dizer que irá matar pessoas na vida real.

Espero que tenha gostado da dica e até a próxima!

2 de outubro de 2013

A MALDIÇÃO DE CHUCKY | RESGATANDO O SUSPENSE DO ORIGINAL [2013]


Depois de uma longa espera, finalmente pude  assistir ao novo filme da franquia e acreditem, valeu a espera.

O filme tem inicio a partir da entrega de um misterioso pacote na casa de Nica (Fiona Dourif), uma garota paraplégica que vive com sua mãe em uma mansão no meio do nada e distante de qualquer civilização.

O pacote em questão é o Chucky, ta na cara, certo?

Bem, ainda na mesma noite a mãe de Nica sofre um “acidente” e morre devido aos ferimentos.  Nica passa a desconfiar do boneco, pois ele simplesmente desaparece do nada, principalmente após o primeiro contato com  Alice, sobrinha de Nica.


Curse of Chucky tem toda a essência dos três primeiros filmes e não decepciona de forma alguma. 

Diferente dos anteriores, Chucky não utiliza de ataques diretos ou mortes exageradas (exceto a do machado, mas isso é o final do filme, então não vale), aqui ele usa o elemento surpresa muito mais do que nos anteriores, já que poderia levar a pior em um ataque direto devido ao seu tamanho.

O filme também apresenta eventos do passado de Charles Lee Ray, algo que simplesmente explodiu minha cabeça, ele faz com que você enxergue as motivações dos crimes do Chucky de outra forma.

Pela primeira vez você vê que ele realmente pensa antes de cometer qualquer crime, há momentos em que ele simplesmente poderia estripar qualquer um e pular corda com os intestinos, mas não, ele simplesmente deixa passar, na espera de uma brecha.


Eu recomendo vivamente, e se você gosta da franquia, principalmente dos primeiros, então com certeza você vai desejar esse filme em sua coleção.