25 de maio de 2013

THE LAST STAND | ARNOLD SCWARZNEGGER VOLTANDO COM TUDO


Depois de 8 anos sem matar ninguém (exceto em Mercenários 2), o Mr. Olímpia volta a ativa e acreditem, a idade não parece ser um obstaculo para essa maquina de matar austríaca. Claro, ele não possui a agilidade que tinha 20 anos atrás, mas convenhamos, ele nunca precisou correr pra isso.

Aqui temos um Arnold mais velho, cansado e  ainda com a expressão de uma geladeira velha, capaz de causar medo aos mais sensíveis.

O enredo do filme é simples, o chefe de um dos cartéis mais cruéis de todos os tempos, será levado ao corredor da morte, mas como todo bom chefe de cartel, tinha um plano de fuga e durante o transporte, seus amiguinhos resolvem ajuda-lo a fugir, pois ver aquele que paga o seu salario ser executado não é interessante pra ninguém.


Milhares de agentes mortos depois ele consegue fugir em carro esportivo modificado, como esse;

Lindo né?
Em posse desse super-carro, tem inicio uma perseguição acirrada que termina com, mais agentes sendo mortos pelo Mach 5. Enquanto isso, em uma cidadezinha no meio do nada, próximo a fronteira do México e  com um nível de violência tão baixo, que as únicas ocorrências registradas são as bebedeiras do Rodrigo Santoro.

É nessa cidade calma que o xerife Ray (Arnoldão) reside e descobre que os capangas do chefão do crime estão construindo uma ponte para facilitar a ultrapassagem do Boss ao México. Com um senso de justiça grande o suficiente para motivar todo o contingente de policial do Brasil.  Ray, une seus policiais (apenas 3) e se preparam para não deixar que o chefão brinque em seu quintal.


Cenas de ações radicais com o Mach 5, tiroteio e muitas balas perdidas, bandidos caindo como moscas e habitantes que parecem não se importar com a guerra acontecendo do lado de fora de suas residencias.

O filme é do cacete meus caros, um filme de ação sem muita lógica e com exageros, tipico dos filmes de ação do passado. O mais legal de tudo é que, em nenhum momento você verá Arnold chutando bundas como 20 anos atrás, pois ele esta velho e isso é bem aproveitado no filme, pois você percebe na lutas corporais, que são limitadas a lançar o oponente no chão com força, muita força.


Há momentos engraçados e todos eles acontecem por culpa de Johnny Knoxville e Luiz Gusmán (Adoro esse cara), que são a veia cômica do filme. Temos um garota bonitinha também, só para aliviar um pouco a festa da salsicha que é o filme.

Não posso deixar de falar de um dos grandes vilões de todos os tempos de Hollywood, Peter Stormare, pois se existe um personagem filho-da-puta e sem coração, tenha certeza que Peter será convidado e interpretará magnificamente.

Eu sempre me perguntei, quando haveria um novo filme só do Arnold e após assistir "The Last Stand", pude confirmar que sempre será foda!


Recomodadíssimo aos amantes de um bom filme de ação!

Nenhum comentário:

Postar um comentário