28 de setembro de 2012

OS 6 JOGOS MAIS FRUSTRANTES QUE JOGUEI #01


Foram muitas as vezes que aquela jogatina descontraída se tornava uma tortura a ponto de deixar com um desejo enorme de espancar os programadores até a morte enquanto cantarolava a musica “Unicamente” da Débora Blando.

O porquê de Débora Blando, bem, eu não tenho a míníma idéia, mas a musica vinha a minha mente nesses momentos. E isso acontecia simplesmente pelo fato do jogo ser criado unicamente para o prazer de deuses como Chuck Norris e Steven Seagal poderem brincar sem destruir o universo.

Recordando esses belos momentos de extrema raiva, resolvi selecionar os jogos mais frustrantes que joguei. Sim, escolhi entre todos aqueles games que fizeram com que o Woo aqui chorasse lágrimas de sangue ou implorasse pelo game over supremo

Então começaremos falando de...


CONTRA - NES
O único game que apenas 98% da população mundial não foi capaz de zerar, sem o truques de vida ou mesmo save state. E os outros 3% que alcançaram essa proeza é composto por pessoas geneticamente modificadas, e alguns deuses já conhecido por nós meros humanos.

 Bem, eu faço parte dos 98 % que não concluiu sequer com os truques, tentei varias e varias vezes chegar ao fim desse game sem save state ou mesmo código de vidas, e como podem ver, não obtive sucesso.

Muitas vezes até pensei que o problema era comigo, mas não, não sou eu o problema, e sim o jogo que foi feito com o intuito de traumatizar os jogadores a ponto de recorrer a jogos mais fáceis e sem graça das produtoras. Esse jogo me faz sentir saudades das barras de energia, qual é, acredito que não só eu, mas muitos outros pensam da mesma forma, certo?

Crash Bandicoot - Psone
Comecei a jogar novamente esse o primeiro game no inicio do ano e o progresso do jogo tem sido lento, bem lento.

A falta de tempo contribuiu bastante, mas o vilão real tem sido a dificuldade, pois as fases são muito bem elaboradas, e o grau de dificuldade é insano, não importa o quanto você treine o pulo, você vai cair. E uma fase a ser ressaltada é a Road to Nowhere que me fez arrancar os cabelos em várias e várias tentativas frustradas até concluir a fase, mas sofri horrores até chegarmos ao fim dela, tudo bem que a Boulder Dash também deu um pouco de trabalho assim como a The lost city, mas isso já é outra historia.

Crash é um jogo muito bom, graficamente e musicalmente, adoro todas as musicas, principalmente a Boulder Dash e Neo Cortex Ainda não joguei os outros jogos da serie Crash, mas se todos eles forem como o primeiro, God Save Us!

Ultimate Mortal Kombat 3 - SNES
Muitos devem estar se perguntando “Pow! Por que UMK3 é um dos jogos mais frustrantes”, calma meu caro Padawan, aqui vai à resposta.
Na época em que o joguei, não importava o quão bom fosse suas habilidades no joystick, jogar MKU na dificuldade máxima, era uma missão impossível. Até hoje sou massacrado, quando tento chegar ao fim na dificuldade máxima.

Olha que sou um excelente jogador no controle de Ermac, um dos meus personagens favoritos. Se bem que ultimamente ele tem beijado o chão com mais freqüência, o tempo andou acabando com minhas habilidades e Ermac tem sofrido as conseqüências.

Convenhamos que hoje o game envelheceu um pouco, mas só pelo horror psicológico que causou na época, merece todo o respeito, há muitas pessoas traumatizadas e que babam só de lembrar. Tanto é que o primeiro campeonato de games que rolou em minha cidade, lá pelos meados de 1996, UMK foi o jogo escolhido dentro da franquia por maior numero de votação. Sim, eu tinha 12 anos e fui humilhado por um cara três anos mais novo que eu no torneio de UMK.

Fazer o que, surpresas da vida!

RESIDENT EVIL - PSone
Antes de Resident Evil, já tínhamos games de horror como Sweet Home e Alone in the Dark, mas R.E1 foi o primeiro game a causar o BOOM do gênero survival horror ao mundo.

Bem, Resident Evil é insanamente difícil ao jogar com Chris Redfields, pois você inicia a aventura portando apenas uma faca e quando você encontra um arma, a munição é escassa durante todo o game.
Serei sincero, até o presente momento, eu nunca consegui completar o game jogando com o Chris, compreendo que ele é resistente fisicamente mas acho impossivel terminar o game com ele!

Sim, sinto vergonha de mim mesmo...

YO! NOID - NES
Um velho de 40 anos fantasiado de coelho, viciado em pizza e com coragem suficiente para sair por ai utilizando um ioiô como arma? Poderíamos deduzir que o jogo a primeira vista parece mamão com açúcar, mas essa ideia passa logo depois de 2 minutos de jogatina.

Detentor de fases dificílimas e uma saúde extremamente frágil, o nosso herói pode vir a óbito até mesmo com um espirro ou brisa mais forte. Alérgico a peixes, pássaros e quase tudo que move ou não se move.

Acreditem, Noid conseguiu levar crianças e adultos ao terapeuta na época de seu lançamento pois ele é um dos games mais dificil do Nes. Tão difcil é o game que em todas as listas de games dificeis, Noid sempre é citado.

Não acredita em mim? Então vá jogar uma partida e depois volte aqui compartilhar a experiência!

Shadow of The Beast - Sega CD/ Mega Drive
Jogo desenvolvido pelo próprio cão e que por sinal, é o chefe final do game, se bem que NUNCA consegui chegar ao seu fim.

Vocês acham YO! NOID difícil tentem esse então, você recebe ataque de todos os lados, você se esquivará de um, e será acertado por outro. A dificuldade demasiada para uns é atrativo, para mim em excesso se torna menos atraente, ainda mais quando não consigo sair da primeira fase.

Gosto de um desafio, mas ele tem de se manter divertido e não me deixar frustrado a ponto de chorar.

Bem, meus caros, chegamos ao fim do post, estes apenas foram alguns dos games que me marcaram, em breve retornarei com mais games difíceis ao frustrantes.

18 comentários:

  1. Dos que vc citou realmente Contra e Yo! Noid são difíceis! Já Crash e UMK, tem suas dificuldades, mas nada absurdo, Shadow of The Beast joguei tão pouco que nem posso comentar. Agora RE não chega a ser tudo isso não, nem com o Chris. Agora na minha opinião séries difíceis são, Ninja Gaiden, Mega Man e Castlevania, isso como um todo se juntarmos os games de todas plataformas que foram lançados, he he. Tenho uns Blogs sobre games também, dá uma visitada ok?
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. PS: A imagem de RE, é da versão Game Cube.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. The Immortal do Mega Drive mandou lembranças, jogo do capeta!

    ResponderExcluir
  4. The Immortal é terrivelmente difícil, só não saiu nessa primeira lista por que joguei muito pouco dele, mas já esta programado para a próxima! hahahaha!

    Abraços e volte sempre meu caro!

    ResponderExcluir
  5. Tentei jogar Arcus Odissey do Mega várias vezes e nunca deu em nada... foda também!


    Shadow of The Beast tem até uma diferença entre a frequência da tela que atrapalha as colisões... coisa de outro mundo... em todo lugar uma lenda diferente.


    Yo! Noid! nem deveria estar na lista de tão ruim que é o jogo. Mal feito e ridiculamente adaptado... uma tremenda merda. Não é difícil, é ruim que fala.


    Desculpa, mas Contra eu já zerei com direito a registro em vídeo! Foi mal!


    Hoje em dia é mais difícil encarar games assim, pois (ainda bem) temos muitas opções. Antigamente era foda. Jogávamos muita porcaria por falta de opção e depois ainda sentíamos saudades isso.

    ResponderExcluir
  6. concordo que o Contra do NES é um pesadelo, assim como UMK3,Shadow of Beast e Yo Noid! mas Resident Evil 1 com o Chris? tudo bem que complica um pouco na pele do cara, mas dá para ir com ele. eu mesmo comecei o RE 1 com ele no sábado passado e olha que não sou um fã roxo da série.


    e Crash? tudo que algumas fases são um saco de passar mas se comparado a Yo Noid! os jogos do Crash é um passeio no parque.

    ResponderExcluir
  7. Eu assisti ao vídeo titia! você e o Solo arrasaram, juntos você são como os super gêmeos hahahaha!


    Sério, acho Contrá quase impossivel, ele testa a paciência demais hahaha!

    Não considero o Yo! Noid ruim, acho extremamente dificil e tal mas gosto das fases, o formato do jogo, sei lá! simplesmente me agrada!


    Arcus Odissey não me agradou, não sei foi por que não fui com a cara do jogo mesmo, mas se passei 5 minutos jogando foi muito hahaha!


    Titia, foi um prazer revê-la aqui no blog, volte sempre ^^

    ResponderExcluir
  8. Eu sofri pra diabos com o Chris em RE1, mas isso faz muitos anos, acredito que hoje se eu me dedicar até consigo seguir adiante mas a lembrança da derrota ainda esta latente hahaha!


    O lance do Crash é paciência e quando você altera, parece que o miserável começa a se jogar nos buracos hahaha! realmente tem fases chatas mas é um dos meus games preferidos do Ps1


    Agora Yo Noid! eu gosto dele mais pela estética do que o gameplay hahahaha!


    Ah! Vai me atualizando sobre sua jogatina com Chris em RE1 pelo Twitter ^^

    ResponderExcluir
  9. Os jogos do Nintendo estão entre os mais difíceis de serem terminados. Só o Megaman deixa qualquer um louco!

    ResponderExcluir
  10. Desculpa a demora em responde-lo Logan! Escolhi a imagem do Cube por ser achar a mais legal mesmo, pura estética hahaha!

    ResponderExcluir
  11. Megaman foi desenvolvido pelo tinhosa Onai Onai! Nunca consegui zerar mas em breve farei um gameplay do Megaman 1 do Nes, aguarde ;)


    Obrigado pela visita, volte sempre ^^

    ResponderExcluir
  12. Desculpe o atraso com a resposta Logan! hahaha!


    As que você citou são terrivelmente dificeis, não zerei nenhuma delas mas esta anotado com sugestões para o próximo post!
    Com relação a RE, ele entrou na lista pois quando tive contato pela primeira vez, foi terrivel, não conseguia prosseguir mas hoje em dia, talvez eu consiga zera-lo, vejamos no futuro haha!
    Grande abraço e volte sempre amigo!

    ResponderExcluir
  13. Eu terminei Yo! Noid sem SAVA-ESTADO, foi na raça, foi dolorido, foi traumático, mas foi na raça!


    E concordo muito com o Crash 1: que jogo difícil, PUTA QUE PARIU!!


    Já os outros dispensam comentários. Eu não estou à altura de um Contra, UMK3 no hard ou até mesmo Shadow of the Beast, que é a encarnação do demônio em um pedaço de plástico...


    Eu gosto de jogos difíceis. Lembro antigamente que terminei Chakan e The Immortal do Mega, usei save apenas ENTRE as fases, por falta de tempo pra ficar recomeçando mesmo (no caso do Immortal tem passwords). Mas confesso que ambos me traumatizaram e nunca mais joguei nenhum deles...

    ResponderExcluir
  14. Eu terminei o Megaman 1 naquela coletânea do PS2, por isso, sem uso de save-states....


    Te digo de antemão que o Orange sei lá o quê é a coisa mais grotescamente filha da mãe apeluda do cacete cósmico...

    ResponderExcluir
  15. Esqueci de comentar: Resident 1 eu terminei com Chris e com a Jill, sendo infinitamente mais fácil com a Jill por conta do seu lockpick.

    ResponderExcluir
  16. Mano, agora que ví seu comentário brother, sorry!

    Qualquer dia irei tentar novamente, naqueles tempos que joguei, nem cabelo no peito ainda tinha! hahahaha!

    ResponderExcluir