13 de setembro de 2012

ENTREVISTA COM AMER HOUCHAIMI


Eu nunca entrevistei ninguém em toda a minha vida e muito menos esperava que um dia pudesse o fazê-lo, até que conheci o Blog do Amer

Fiquei fascinado pelo conteúdo apresentado, pois não conheci nada semelhante na rede. Recordo que gastei muita tinta imprimindo os diversos artigos contidos no blog. Tudo porquê não podia acessar ao blog no trabalho, visto que não tinha internet em casa.

Crie carinho pela escrita e o humor inigualável, queria conhecer aquele cara por trás do textos que me levava a gargalhada. Todos os dias eu lia e re-lia, sendo assim, me veio a ideia de tentar entrevistá-lo, mas não tinha coragem de convidá-lo.

Não sei quanto a vocês, mas quando admiro alguém, tenho medo do que essa pessoa possa pensar de mim. Levei tempos, mas venci a vergonha e cá estou trazendo a primeira e única pessoa que entrevistei, mas que foi uma experiência muito divertida.


Espero que gostem de conhecer um pouco mais sobre esse ilustre jornalista.

Arquivos do Woo: Primeiramente gostaria agradecê-lo por conceder essa entrevista e pedir a você para nos contar um pouco sobre o verdadeiro Amer Houchaimi? Cidade onde mora?Foto?

Amer Houchaimi: Ish, Sou péssimo em falar de mim mesmo. Ma bene, sou só um nerd-humilde-de-nobre-coração-que-vai-todos-os-dias-ao-bosque-para-recolher-lenha. Moro em Guarulhos, que é uma cidade que fica longe de absolutamente tudo e fotos minhas não existem.

Para todos os efeitos, me pareço com o Rei Cutelo, o pai da Chi Chi de Dragon Ball.

Arquivos do Woo: Algumas pessoas o consideram um ícone do jornalismo gamer atual, como você se sente a respeito?

Amer Houchaimi: Não me sinto um ícone, diabos, preciso de mais uns 30 anos de carreira e pelo menos uns três livros publicados pra achar que sou um ícone. Sou só um maluco que sonha em trabalhar com games desde os 12 anos e que teve essa sorte (eventualmente azar) em algum ponto da vida. Mas agradeço o elogio, thanks a lot.


Arquivos do Woo: O que o motivou a criar o Blog do Amer e o Game Blog do Amer?

Amer Houchaimi: Basicamente, foi um site chamado X-Entertainment. Eu matava aula na faculdade de Direito e ficava nos laboratórios de informática da universidade lendo os artigos deste site a manhã inteira e ria feito um retardado.

O dono do site (Matt Carapacca, se não me falha a memória) tratava de muitos assuntos que eu adorava e isso lá por 2000, 2001. Época em que a internet e a cultura nerd ainda não eram tão difundidas. Foi por causa desse site que eu redescobri minha paixão por Transformers, He-Man e tantas coisas da minha infância.

Desde então eu tive vontade de escrever a respeito. Eu simplesmente precisei vencer a preguiça um dia e foi assim que o Blog começou.

Arquivos do Woo: E de onde vem tanta inspiração para artigos tão distintos?

Amer Houchaimi: Não sei. Inspiração não depende do autor, ela surge quando bem entende e vai embora quando dá na telha. Alguns dias tou muito inspirado e escrever é fácil, outras eu preciso assistir quilos de filmes, jogar horas de videogames e passar o dia inteiro escutando Opie & Anthony (programa de radio americano que adoro) pra ter alguma idéia.

Inspiração é uma amante cruel.

Arquivos do Woo: Percebi que no Game Blog do Amer você aborda jogos de varias plataformas, mas por acaso você tem um carinho especial por algum console ou game especifico?

Amer Houchaimi: Tenho um carinho maior pelo Mega Drive e o Super Nintendo. Mais pela época que eles simbolizam que qualquer coisa.

Mas gosto de todos os meus consoles, cada um pelos jogos que tem. Não acho que um sistema só sustente um gamer, é preciso jogar de tudo um pouco.


Arquivos do Woo: Se fosse para você escolher o melhor console de todos os tempos, qual seria?

Amer Houchaimi: Sinceramente, acho que cada sistema representa bem sua época. Eleger um como melhor de todos os tempos significa classificar tudo que veio depois dele como inferior e inválido. E acho esse tipo de comparação errada.

O Super Nintendo foi ótimo em sua época, bem como o PsOne foi na dele e como o Xbox 360 é hoje. Cada console é bom para seu tempo e para o público que atende. O resto vai de gosto pessoal.

E antes que pergunte, mesmo como questão de gosto pessoal, não tenho um favorito. Achou que ia me pegar nessa, heim, heim, heim?

Arquivos do Woo: Quase peguei, hein, hahaha! Voltando ao assuntoqual o gênero que você mais gosta de jogar?

Amer Houchaimi: Atualmente, Sandbox (GTA, Red Dead Redemption), RPG (Mass Effect, Fallout 3) e luta (Mortal Kombat, Street Fighter IV). Mas meu gosto se modifica de acordo com os jogos que estiverem disponíveis no mercado.

Arquivos do Woo:  Qual uma das melhores franquias dos games em sua opinião?

Amer Houchaimi: Grand Theft Auto. A série amadureceu muito nos últimos anos, mostrou que games para adultos não precisam se limitar a caos, destruição e violência. Uma narrativa madura ajuda horrores também.

Claro, atravessar a cidade com um tanque de guerra também não me deixa triste.

Arquivos do Woo: Cite um dos seus personagens favoritos do mundo dos games?

Amer Houchaimi: Chun Li. Existe alguem que não é apaixonado por ela? Sei que é meio manjado, mas será que existe alguem que não é apaixonado por ela?

Arquivos do Woo: Alguma chance de um artigo sobre os melhores games do PS2?

Amer Houchaimi: Uma hora sai, prometo.

Arquivos do Woo: Deixando um pouco de lado os games, vamos falar sobre sua analise do filme Crepúsculo? Aparentemente foi uma missão quase impossível, mas muito divertida para nós leitores. Ainda lhe restam forças para analisar os demais filmes da franquia?

Amer Houchaimi: Sim, sem dúvida. Falando a verdade, não é tão ruim analisar essa série, eu me divirto pra burro assistindo esses filmes.

Claro, não pelos mesmos motivos que as fãs, que isso fique bem claro. Eu me divirto nos meus termos, que depois escrevo pra que vocês se divirtam também.
Se tudo correr bem, a análise de Eclipse vem em Outubro, então agüentem mais um pouco.


Arquivos do Woo: Seus textos são sempre extensos, mas nunca cansativo de serem lidos, como funciona o processo de criação deles?

Amer Houchaimi: Não tem muito segredo. Brota uma idéia, eu sento, escrevo até onde dá, faço uma pausa, bebo alguma coisa, então começo a andar de um lado pro outro feito um esquilo neurótico e falando em voz alta feito um louco. Em algum momento me pipoca a melhor forma de dar continuidade ao texto, sento escrevo mais e assim por diante, até concluir minha missão.

Arquivos do Woo: Agora vamos falar um pouco sobre o seu lado profissional, como é ser um jornalista gamer?

Amer Houchaimi: Como qualquer outra profissão, as vezes é legal, as vezes é um saco. Alguns dias são melhores que os outros.

Trabalhar com games não é a moleza que muita gente pensa, enche o saco ter de deixar aquilo que você quer jogar de lado, pra terminar alguma bobagem que é o título badalado do momento. Fazer o quêr? Ossos do ofício.

Arquivos do Woo: Como pode ter visto no Twitter algumas semanas atrás, muito de nós leitores estamos tristes com a sua saída da revista Old! Gamer. Você poderia nos contar um pouco sobre o motivo de sua saída?

Amer Houchaimi: Vamos dizer apenas que eu não era respeitado lá. Existiam pessoa ótimas na empresa, mas outras que não eram tão boas. Com o tempo, o lado ruim superou em muito o lado bom de se trabalhar por lá.

Arquivos do Woo: Nós fãs gostaríamos de saber em que revista (editora) você esta trabalhando atualmente, pois queremos acompanhar seus novos artigos.

Amer Houchaimi: Tou escrevendo em um blog sobre cinema agora. Pois é, quem diria? VISITEM, ACESSEM, TRIPLIQUEM O NÚMERO DE LEITORES QUE O AMER SERÁ MAIS BEM PAGO E SE TORNARÁ O REI DO UNIVERSO!!!

O REI!!! DO UNIVERSO!!! Aliás, o link é esse: http://blogs.pop.com.br/cinema/

Arquivos do Woo: Já que falamos sobre revistas, ultimamente vem surgido varias revistas digitais gratuitas abordando jogos antigos e novos, o que você acha dessa iniciativa por parte dos fans?

Muitos desses jovens se formam em jornalismo com o sonho de escrever sobre games, pode dar algumas dicas de como é trabalhar com games?

Amer Houchaimi: Acho que unificar a resposta dessas duas perguntas é o melhor. Acho a iniciativa muito legal, pois assim os criadores dessas revistas digitais podem se dedicar ao assunto que preferirem. Sujeito não precisa fazer detonado de Lego Harry Potter porque tem demanda, ele pode se dedicar a falar de River City Ransom e atingir a um público que não seria atendido pelo grande mercado.


Mas de nada vale vontade sem dedicação.

Se alguem quer trabalhar com games, precisa conhecer TUDO que puder sobre o mercado. Nada de ficar só no FIFA e no Gears of War. Tem de jogar de tudo um pouco, mesmo que seja só pra conhecer.


Tem de saber os nomes dos grandes designers da indústria, não se prender só a Miyamoto e Kojima. Tem de conhecer o passado, o presente e ter alguma idéia de como pode ser o futuro do mercado.

E tem que ler UMA BARBARIDADE!!! Toda a informação sobre games no mundo está na internet, em sites internacionais. É preciso saber um bocado, pesquisar feito um condenado, virar dias e noites atrás de informação. Se você se dispõe a escrever sobre um assunto, tem de saber MUITO dele, pois suas palavras formarão a opinião de inúmeros leitores.

E vocês sabem o que o Homem Aranha dizia sobre poder e responsabilidade.


Já tem muito sujeito metido a profissional que não conhece nada sobre o tema que escreve. A nova geração tem de fazer o possível pra ser diferente.

E nunca tenham vergonha de serem Gamers. Não sejam como alguns profissionais do meio que se gabam de não terem passado a infância jogando video games.

Mas não fiquem abilolados também. Saiam com amigos, vão ao cinema, namorem, pois no fim, a vida não é feita só de pixels e polígonos.

Arquivos do Woo: Sei que é fã da franquia Transformers, então lhe pergunto, o que achou dos filmes Transformers e Transformers – Rise of the Fallen e quais as suas expectativas para o novo filme Dark of the Moon?

Amer Houchaimi: Gostei do primeiro, o segundo me levou ao suicídio e o terceiro é diversão culpada. É uma homenagem tão descarada ao seriado da década de 1980 que não tinha como não gostar.

Arquivos do Woo: Se pudesse escolher uma personalidade famosa para indicar Hokuto no Ken, para quem indicaria?

Amer Houchaimi: Pro Cedrico. Quem sabe assim ele vira gente?

Arquivos do Woo: Em maio ocorreu o 2º etapa do jogo justo, qual sua opinião em relação ao movimento?

Amer Houchaimi: Espero MUITO que dê certo, mas não vou esperar sentado. Infelizmente, não boto muita fé no Brasil quando o assunto é diminuir impostos de algo.

Arquivos do Woo: Antes de encerrar gostaria de passar um recado que nossa amiga Rita do blog Videogame & Etc. Ela te manda um beijo e diz que você é o máximo e é sua grande fã, também pergunta se há possibilidade de ganhar o seu autografo na OLD!Gamer nº1 que ela possui.

Amer Houchaimi: Brigado pelo carinho, Rita. Autografo sua revista sim, sem problema, só nos trombarmos um dia!

Arquivos do Woo: Gostaria de dar algum recado a todos os seus fãs, leitores e admiradores?

Amer Houchaimi: Keep fighting the good fight, kids!

Arquivos do Woo: Gostaria de agradecê-lo por conceder a entrevista e lhe desejo boa sorte na nova empreitada, pois você é um grande cara e esperamos que continue com o excelente trabalho sempre.

Espero que todos tenham apreciado a entrevista, e não deixem de seguir o Amer no Twitter  e em sua página no Facebook

4 comentários:

  1. muita boa essa entrevista com o Amer. pô, o cara é foda demais. as matérias dele são tão boas que leio e releio um pancada de vezes e não enjoo. ele é Genial e seu humor negro torna as matérias hilárias de ler. o Amer merece uma montanha de mulheres ruivas só de me fazer gostar de um bocado de coisas que não ligava antes....como jogar Transformers

    HOORAY!!quem sabe um dia ele ganhe isso?Hee-Hoo e Cheers!

    ResponderExcluir
  2. Amer é praticamente um professor pra muitos blogueiros que escrevem sobre games atualmente, eu incluso. Sempre estou lendo as matérias dele tanto no blog sobre filmes, quando sobre games, pra mim, atualmente, não existe mais ninguém que consegue unir o senso de humor com tanta informação como ele.

    Uma pena ele ter deixado a Old!Gamer, praticamente eu comprava apenas pra ler as matérias que ele escrevia ou legendava.

    ResponderExcluir
  3. Amer realmente é um cara foda! Foi muito legal ter feito essa entrevista, já que ele mesmo foi grande influencia para me jogar na blogsfera e o maior motivo para que eu comprasse a OLD!Gamer! xD

    ResponderExcluir
  4. Concordo meu caro! ele é um dos poucos que realmente consegue unir senso de humor com informação!

    Um excelente jornalista! ^^

    ResponderExcluir