25 de abril de 2011

DIGGER | THE LEGEND OF THE LOST CITY



Nossa aventura começa quando o entediado Digger resolve se enfiar em tumbas e cavernas no meio do nada, só para aumentar a adrenalina e descobrir uma cidade perdida. Munido de uma Pá e poucos itens para nos auxiliar durante todo o desafio, Digger terá de enfrentar uma horda de inimigos que variam desde mosquitos a um T-REX.

...

Enfrentar um T-REX com uma pá, você sabe como é isso?

Não, não sabe, pois você reclamou quando Lara teve de enfrentar o T-REX com duas pistolas... SEU BICHINHA!

A missão de desbravar o subterrâneo em busca de tesouros e tudo mais que uma grande aventura tem a oferecer, parece um desafio fácil, mas ao jogar notamos que nosso herói precisará de muita, mas muita ajuda - Imagine-se em uma caverna suja e empoeirada repleta de criaturas estranhas e tomada por mosquitos superdesenvolvidos. 

Mosquitos já são chatos ao extremo e aqui eles ganham o troféu aporrinhação.




Eu morri, mas de tantas formas por causa desses mosquitos que houve momentos que nem tentava mais matá-los, ficava aguardando ser cercado por eles e morrer.

...

Todos já fizeram isso, não seja hipócrita, Hunf!

Um ponto interessante a ser ressaltado é a articulação do personagem que é magnífica, realmente passa a sensação de movimento, diferente daqueles sprites que invertem para apresentar movimento.

Não posso deixar de citar a forma como nosso protagonista morre, pois aqui o negócio é testosterona pura. Digger morre silenciosamente como um homem de verdade, e podemos ver o lapso de tempo mostrando o corpo se decompondo.

Os vermes os comem Digger literalmente, deixando apenas o capacete e suas vestes, por favor, tirem as crianças da sala e não os deixem vê-lo jogando.

Há também um medidor de tempo que surge logo depois de pressionar um pilar, que calcula o tempo que você tem até que a porta se fecha, e se isso ocorrer você terá de voltar até o pilar novamente. Mas não se desespere mesmo que em alguns momentos você se encontre envolto de ataques incessantes dos mosquitos ou acabará de cair em um buraco que VOCÊ MESMO ABRIU.

Quando você começa a cair em algo que você mesmo cavou, respire fundo e tente novamente.


No inicio do game tudo parece bem simples, mas depois de algumas fases você começa a notar o alto grau de dificuldade do game.

Haverá momentos que você precisará pisar no pilar fugir dos inimigos e para isso é necessário escavar lugares estratégicos para ganhar tempo, pegar diamantes e de quebra chegar antes que o tempo termine e a passagem para a próxima fase não se feche.


Uma criança normal teria um colapso nervoso sem duvida alguma com toda essa pressão e provavelmente sairá de frente a TV falando grosso.

A trilha do game é ótima, tem todo aquele clima de enigma da pirâmide (alguém se lembra desse filme?), e você fica com ela na cabeça depois da jogatina, algo que não é surpresa vinda da RARE.

Outro ponto a favor é os detalhes do protagonista que achei muito bem articulado, quando estiver escavando você nota o nível de detalhe e o cuidado com o protagonista, e una isso a um controle que responde maravilhosamente bem.

Digger: The legend of the lost city é mais um clássico perdido do Nes, que não teve sua devida atenção, mas fica a dica para os retrô gamers correrem atrás desse grande título que merece seu lugar ao sol.

7 comentários:

  1. Muito obrigado titia!

    È otimo receber elogios de uma pessoas mais shine da BLERG!

    Volte sempre :D

    ResponderExcluir
  2. Entra pra lista de jogos do NES que eu nunca havia ouvido falar.

    Por isso eu nem me importo em gastar milhões com PS3, X-box e outras maravilhas da tecnologia, enquanto tem tanto jogo que eu nunca tive o prazer de experimentar.

    PS.: Se alguém tentar roubar esse blog aqui, pede ajuda pros hackers que foderam com a PSN!

    ResponderExcluir
  3. Já havia ouvido falar bem desse game, um dia ainda confiro esse negócio com paciência. As imagens são instigantes. Boa análise Cyber!

    ResponderExcluir
  4. NUNCA ouvi falar, o Nes é lotado de perolas mesmo. Excelente texto.

    ResponderExcluir
  5. Hum... Disqus...

    Ps: I'm not a flooder, I'm just surprised...

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Solo Player!

    O nes possui uma biblioteca gigantesca e pouco divulgada, vasculhando acabamos por encontrar otimos titulos.

    Thanks pela visita, volte sempre!

    ResponderExcluir
  7. O nes é um grande campeão de titulos desconhecidos, então por que comprar um ps3!

    Não conseguimos nem sequer jogar a todos os classicos ainda, hahahaha!

    Hahahaha! pode deixar que esse nem me tira! :D

    ResponderExcluir